De Encontro com o Amor (The Shadow Dancer. 2005)

4001_6s.jpg

De encontro aos nossos desejos…

Poderia apenas dizer a vocês: Assistam, é lindo esse filme! Mas ele merece umas considerações a mais. Pelo menos para mim. E quais seriam?

Começando pelo título…
O filme, nos Estados Unidos ganhou o título “The Shadows in the Sun”, mas o original é “The Shadow Dancer”. Pesquisando, encontrei que o movimento da sombra é o nome de um antigo jogo de fliperama onde o cenário era importante por também contar a história. Um jogo! Seria porque nesse filme há um perseguidor!? Talvez. Num sentido de perseguindo a sua (dele) história. Que caminhos esse perseguidor escolheu por trilhar. Para então descobrir o porque do outro ter parado de escrever. Ou apenas porque é o título do último livro escrito por ele, o que está sendo perseguido. Mas também poderia ser por estar agora à sombra do que já foi. Daquilo que mostrou um dia ao mundo: o talento de um grande escritor.

Agora, nessa história, quem estaria de fato questionando quem?

Por outro lado, o efeito de luz e sombra é de fato destacado. Assim como um pintor diante de uma tela em branco, um escritor tem diante de si a folha em branco, e ambos querem transpor a sua emoção. Num dos trechos belíssimo, como numa aula, mostra a diferença em lidar com as palavras. E vem em descrever um pôr-do-sol. Diante daquela paisagem belíssima, os dois narram o que vislumbram naquela varanda de bar. Quanta diferença no expressar como cada um ver a mesma imagem. E durante o filme, a tela entre eles vai ganhando outra dimensão. O saber olhar e vivenciar que está diante de si. Vivendo. Aproveitando a vida.

Enquanto que o título nacional descaracteriza esse encontro, disvirtuando a atenção para o que há de melhor no filme e que não é um romance a dois. Digo isso porque pode decepcionar a quem quer ver apenas uma história de amor, assim como aqueles que imaginam que o verão. Enfim, o “De Encontro com o Amor” foi um título inapropriado. Talvez, trocando esse “amor” por “prazer”, por algo que fazer o que o deixa satisfeito, ou mesmo por indo ao encontro aos próprios desejos, teria sido mais apropriado.

Entrando na história do filme…
Gosto do Harvey Keitel! Já estava um tempo sem ver um filme com ele. Ele faz bem, tanto um vilão como o mocinho. E nesse ele marca presença. Seu personagem, Weldon Parish, um respeitado escritor, que resolveu sair de cena. Sem escrever por longos anos; deixou órfãos os fãs de “The Shadows Dancer”, sua última publicação. Indo morar com a família na região de Toscana, Itália. Que paisagem!! Casarões de pedras, vinhedos, ovelhas, cavalos… E tendo pessoas prontas a defendê-lo de quaisquer invasores. No caso, de Editores querendo a sua volta. Que volte a escrever.

E é o jovem Editor, Jeremy Taylor (Joshua Jackson), com desejos de um ser um escritor respeitado, um admirador de Parrish, que vai tentar fazê-lo voltar a escrever. Com um dicionário na mala, parte de Londres, incumbido dessa missão. Ali estaria o fã e o profissional. Quem sairia ganhando mais com esse encontro? Quem estaria com mais interesse com a volta de Parish ao mundo literário?

Ambos se revezam, ora sendo mestre, ora sendo o aluno.

Outro ponto positivo, nesse filme é que há um entrosamento, uma química, entre os dois, que saimos ganhando nós que assistimos ao filme. E sem dúvida a escolha dois dois atores foi perfeita.

Prosseguindo…
As frustradas tentativas do jovem em chegar até o escritor, são cômicas. Ah! De início, ele ganha uma aliada, uma das filhas de Parish, Isabella (Claire Fortani). E logo depois, do Padre local (Giancarlo Giannni); e que figura!!

E o que temos nesse encontro…
Quando Jeremy consegue “cair” nas graças de Parish (Precisam ver como se deu isso.), tem diante de si um Mestre. Excêntrico. Exigente. Mas sobretudo: virtuoso! E tal qual num jogo onde se vai passando de nível, Parish vai aos poucos lapidando o talento do jovem. Como também revelando o porque de ter parado de escrever. O porque do bloqueio criativo em alguém tão, tão cheio de vida. Uma frase sua: “A vida é aproveitar o momento.”

Um gostinho das músicas…
A Trilha Musical, linda e divertida! Como num karaokê, com: Parish, Jeremy, o padre e o dono do hotel; onde cantam: “Walk Like A Man”. Também, entre outras canções, Elvis Presley cantando “It’s now or never”. Uma outra, para uma dança mais caliente, “Quien Sera (Sways)”, Xavier Cugat.

Enfim, um filme que mexe com a gente! Mostrando o universo masculino como muita sensibilidade. E que há muitas maneiras de ser grande.

Por: Valéria Miguez.

De Encontro com o Amor (The Shadow Dancer). 2005. Reino Unido / Itália. Direção: Brad Mirman. Com: Joshua Jackson, Harvey Keitel, Claire Forlani, Giancarlo Giannini. Gênero: Comédia, Drama, Romace. Duração: 100 minutos.

About these ads

6 comentários em “De Encontro com o Amor (The Shadow Dancer. 2005)

  1. uma coisa eu não entendi, os caras na hora de escolher um título para o filme em português ja fizeram caca, e ai entro aqui neste site e vejo q aqui e em todos os outros sites dizem q o título original do filme é “The Shadow Dancer” o pior q aqui mesmo no site tem um cartaz do filme onde da pra ver certinho q o título original do filme não tem nada a ver com o dançarino das sombras, eu estou com o filme aqui em minha casa, e qdo filme começa, o título tb aparecer do jeito certo, igualzinho está ai no cartaz “Shadows Of The Sun” q na verdade ficaria como “Sombras do Sol” da pra alguém me explicar isso, to confuuuuuuuzo…
    rsrsrs
    um abraço

  2. Oi André,

    é que não é só no Brasil que costuma ‘adulterar’ o título. Lá nos EUA também. Como a cópia distribuída veio de la, na tela aparece esse outro – ‘Shadows of the Sun’.

    Outro abraço!

Seu comentário é importante para nós! Participe! Ele nos inspiram, também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s