Um Amor para Recordar (A Walk to Remember. 2002)

Sou hóspede do tempo, da minha casa, das minhas palavras, das coisas que declaro minhas. Inquilina da vida que me foi dada, portanto, nada ficou na minha bagagem do velho brinquedo que já não ilude… não me ilude” (Z. Duncan).

A sugestão para esse filme surgiu num dos fóruns (Orkut) que iniciei sobre o Bullying. Por ele ser um dos poucos a mostrar uma punição adequada a um jovem ‘rebelde’. Ministrada pelo Diretor da Escola. E apoiada pela mãe do rapaz. Além de fazê-lo suar a camisa em serviços de limpeza nas salas de aula, ele teria também que ensinar a matéria escolar a um grupo mais jovem, além de ter que participar de uma peça teatral na escola. Essa última, à primeira vista nem parece ser uma punição. Acontece que alguns dos que praticam o bullying não gostam de estarem num palco, pois ali seria eles o motivo da zoação.

O filme já começa por mais uma das ‘provas’ estúpidas para que o recém chegado seja aceito pelo grupo. A insensatez é de ambos: quem escolhe como será a prova e quem arrisca a própria vida nisso. E por causa de que? De ser amigo de um desses? Tem algo errado nisso. A vida vale muito mais que isso.

Mesmo sem uma queixa formal por parte do jovem que se deu mal no tal desafio, mas aproveitando que outras reclamações chegaram, o Diretor (David Andrews) resolve agir. Great! Dizendo que já era hora de Carter (Shane West) conviver com outras pessoas. Outras, fora do seu grupinho. É onde o coloca para fazer o que já citei. Pedindo desculpas por esse spoiler, mas acontece que sem abordar o filme por esse lado ele passaria batido por muito. Seria deixado de lado até por educadores. E o filme merece ser passado nas escolas de ensino fundamental, e também ser debatido depois.

Por conta do filme trazer um romance entre dois jovens, as punições só recai em um do grupinho. Tanto que os outros do grupo continuam aprontando. Até com a jovem que desde sempre foi motivo de chacota deles. Mas ela, a Jamie (Mandy Moore), até então não se preocupava com o que os outros pensavam dela. Com a proximidade dela, Carter, muito mais que o castigo, ele nem se dar conta que começou a mudar. Agora, os amigos sim. E eles não gostaram. Por ele estar agindo diferente, o grupo foi mais fundo no ataque a Jamie. Por ela está fragilizada… até por estar gostando de Carter, dessa vez o golpe a alcançou. Era chegado a hora de Carter decidir: ficar com ela publicamente ou voltar ao grupo.

Num encontro casual entre os dois, ela pede que olhe pelo telescópio. Carter avista Saturno. Na Astrologia, Saturno é o Deus do Tempo. Jamie, priorizava o seu tempo. Mas Carter até então só desperdiçava o seu tempo de vida. A partir dessa união, eles tinham que correr com o tempo. Pois o tempo não estava soprando a favor deles.

Enfim, um filme que não deve ser desperdiçado. E a trilha sonora é linda!

Por: Valéria Miguez (LELLA).

Um Amor para Recordar (A Walk to Remember). 2002. EUA. Direção: Adam Shankman. Elenco: Shane West, Mandy Moore, Peter Coyote, Daryl Hannah, David Andrews. Gênero: Drama, Romance. Duração: 102 minutos. Censura: Livre.