Um Olhar do Paraíso (2009). Vida, após a vida…

Tão bom seria em poder dizer que isso não acontece mais, atualmente. Que é coisa do passado. Mas não tem como. Ainda acontece, e muito. E não apenas pela “facilidade” que a internet deu a esses monstros humanos. Pois eles estão em todas as classes, em todas as culturas.

Dai, me perguntei se o filme teria também um olhar pedagógico. Em que pais o assistissem juntos aos seus filhos menores de idade, e conversassem com eles sobre acompanhar estranhos, ou não tão estranhos assim, a um ambiente particular. Longe de um aglomerado de gente. Mas logo em seguida eu me perguntei: E para aquela criança que não tem noção do que é a morte? Será que focaria mais no “paraíso” mostrado? Como encararia esse outro lado? Teria noção de que é algo que não tem mais volta? Enfim, caberá a vocês pais, decidirem. Pois ‘Um Olhar do Paraíso‘ é um filme que devem assistir. Convido também aos Professores do Ensino Fundamental. Que debatam com os alunos os fatos mostrados nesse filme.

Não é um filme por demais pesado, pois há momentos líricos. A nós adultos, a ojeriza surge por saber das atrocidades que ele fez. Tem momentos leves. Como a avó que tenta ser útil, mas não deixando seus vícios de lado, nem querendo envelhecer. Seria por temer a morte? Um outro momento, é com a mudança nos livros pela mãe da jovem. Pelo menos, mudaram os temas, mas o hábito de ler não. Também mostra os hobbies. O do pai. Mas o assassino também tinha um…

A estória do filme é ambientada em 1973, na Filadélfia. Num local tranquilo. Como também, bem amplo. A jovem em questão, por estar atrasada na volta da escola, resolve cortar caminho por um terreno onde existira um milharal. À primeira vista, um campo aberto daqueles não teria nenhum perigo. Mas tem! Friso como presente, mesmo no filme dizendo que naquela época ninguém tinha essa preocupação. Não pensavam que existiria essas bestas feras. Pulando novamente, para o mundo real e atual… Discernimento, aos pais no cumprimento de um horário. Se o caminho para se chegar em casa a tempo, é de fato seguro para seus filhos. Refiro-me aos atalhos que encurtam o caminho. Pois podem encurtar a vida deles.

“Os restos adorados” do título original representam um elo dos que tiveram as suas vidas ceifadas pelo mesmo psicopata. Pois apesar da estória ser contada por uma delas, a redenção final será com todas reunidas. Por outro lado, aqueles que ficam, de certa maneira com a adoração aos que partiram, também podem retê-los por mais tempo. Mas também por ele ter esquartejado a jovem e guardá-los num cofre. Um tesouro que ele sentava numa poltrona para admirar. Até sentir novamente o desejo de possuir uma outra jovem, uma outra criança…

É preciso ter uma mente mais aberta à Doutrina Espírita para entender melhor o filme. Os muito céticos poderão ver como pura ficção, mas poderão também achar fantasioso demais. A esses deixaria uma pergunta: “_Em nenhum momento pensou que pode ser mais que um ‘morreu, acabou!’?” Pensar na morte como finitude… Tendemos a aceitar com mais facilidade quando a pessoa está com uma doença incurável, por exemplo. Mas quando uma vida é interrompida por um prazer de um sádico, por exemplo, tendemos a demorar a aceitar. Por vezes até brotando o sentimento de vingança.

Mas… Se há uma outra vida, há de se ter alguém que sirva de ponte. Alguém cujo dom ajude ao anseio dessa alma que ainda se mantém presa a vida terrena. A jovem em questão é Ruth (Carolyn Dando), que é qualificada por “estranha” pelos os que não entendem o seu dom.

O filme nos mostra o que o amor e o ódio pode fazer. Por um desejo de vingança, novos e não desejados rumos podem acontecer. E quem tiver mais tino, irá perceber a tempo. O ódio então sai de cena, e o amor mais puro reverterar a situação. Com ele, a libertação de outras almas. O que me fez lembrar de uma avó. Quando via alguém praticando uma boa ação, dizia: ‘Salvou-se mais uma alma do purgatório!‘. É o dilema maior ante uma tragédia: a de que voz interior ouvir: a do bem ou a do mal? Sem que esqueçamos de que é sempre bom nos desfazermos de cargas inúteis, ou as que pesarão na consciência.

Susie (Saoirse Ronan) teve a sua vida interrompida aos 14 anos de idade. Se deixou levar pela lábia de um psicopata. Estava enamorada de um jovem, o Ray (Reece Ritchie). Nem tivera tempo em experimentar o primeiro beijo. Tímida, a esse primeiro amor. Amorosa. Alegre. Tinha como ídolo o cantor do Seriado de TV, A Família Do-Ré-Mi: Keith Partridge. Se encantou com uma máquina fotográfica. Gostava de ler Romances…

É ela quem nos conta a sua estória. E é pelo seu olhar que conhecemos o lado mau de alguém; o lado daquele que tenta fugir da dor da perda; o lado de quem quer trucidar o assassino; o lado de quem desiste; o lado de quem vai atrás de provas; o lado de quem quer que todos enterrem seus mortos de vez… Nesse emaranhado temos: a Polícia, a mãe (Rachel Weisz), o pai (Mark Wahlberg), a avó (Susan Sarandon), a irmã (Rose McIver)…

E o pivor de todo esse tormento, não só na vida da Família Salmon, como das demais vítimas: George (Stanley Tucci). Tucci está irreconhecível, mas mais por conta da caracterização. Sua atuação poderia ter sido melhor. Em fazer desse personagem um vilão memorável. Fica uma repugnância pelo o que sabemos dos seus crimes. Pessoas que fazem o que ele faz, eu não acredito em cura. Ele é um psicopata em potencial. À esses, eu até sou favorável à pena de morte. Pois numa prisão perpétua, seriam gastos dinheiro publico para mantê-los. No filme fica aquela esperança, de que quando a justiça dos homens falha, a divina se faz presente… Adorei!

Eu gostei do filme! Como também entrou para a minha lista de que vale a pena rever. Até para prestar mais atenção no paraíso da Susie. A Trilha Sonora acompanhou toda a trajetória dela, e bem! Sem destacar apenas uma única canção. É um bom filme!

Por: Valéria Miguez (LELLA).

Um Olhar do Paraíso (The Lovely Bones). 2009. Nova Zelândia. Direção: Peter Jackson. +Cast. Gênero: Drama, Fantasia, Thriller. Duração: 135 minutos. Baseado em livro de Alice Sebold: Uma Vida Interrompida (O romance se baseou na experiência da própria autora, que foi estuprada em seu primeiro ano de faculdade e quando foi dar queixa soube que várias mulheres haviam sido mortas no beco onde foi violentada.).

About these ads

40 comentários em “Um Olhar do Paraíso (2009). Vida, após a vida…

  1. Trilha Sonora de Um Olhar do Paraíso:

    01. Reelin’ in the Years – Steely Dan
    02. Who Loves You? – The Four Seasons
    03. Don’t Ask Me Questions – Graham Parker
    04. After hours – The Velvet Underground
    05. Coming Back to Me – Jefferson Airplane
    60. How Great Thou Art – traditonal
    07. Cherish – David Cassidy
    08. Cry – 10CC
    08. Long Cool Woman in a Tall Black Dress – The Hollies
    09. Let your love flow – Bellamy Brothers
    10. Look at me – John Lennon
    11. Baby’s on Fire – Brian Eno
    12. It’s All Over Now Baby Blue – Graham Bonnet
    13. Driving Me Backwards – Brian Eno
    14. Song of the Siren – This Mortal Coil
    15. The Big Ship – Brian Eno
    16. Celtic Swing – Van Morrison

    Curtir

    • Oi LELLA… Procurei nesta lista que vc deixou sobre a trilha sonora do filme mas, nao encontrei a muisca que quando ela chega nas montanhas e estas afastam, toca… poderia me ajudar descobrir qual é?

      Curtir

      • Deiv, eu teria que rever o filme. Mas como a sua memória ainda está fresquinha, veja se a encontra no Youtube. Trouxe uma das músicas, indo lá, na coluna à direita, tem outras mais. Pode ser que a encontre.

        Curtir

  2. Lella,

    Gostei muito da sua leitura!!!!!
    Li o livre e achei incrivel(e chorei muito), porem o filme me tocou mais! O vi no dia 15 de Janeiro, e fiquei encantando como a forma que vc destacou os pontos relevantes para se ver e rever nesse filme.

    Sai do cinema, pensando sobre o valor( misterios da morte)e como eu, criado numa familia catolica( por minha vo, a qual me ensinou tudo e me fez ser um leitor da Biblia sagrada!). Recordei de Eclesiates ( “Um tempo para tudo”), alem de outros fraquementos q diz que a morte deveria ser celebrada mais do q o dia do nosso nascimento. Serah que tem alguem que tem forcas para tanta?!

    De um tudo, em qualquer situacao: uma morte por doenca, uma morte por acidente, uma morte por assassinato vai causar naqueles que ficam sentimentos diversos( dor, raiva, vinganca, medo, solidao, e saudade) e ao mesmo tempo questionamentos.

    Bem, um dia apos ver esse filme, a minha vo me deixou ( dia 16 de janeiro) e foi nesse outro lado da vida que o Jackson fez e a Ronan deu vida( ou morte), que me fez encontrar forca para superar ( ainda nao aceitei!) tanta dor de uma perca, que jamais vou compreender, mas o cinema me fez relaxar e ver uma possibilidade para aqueles q vao, e nao o medo daqueles que ficam.

    Sim, a critica que o filme vem recebendo nao eh boa, mas que bom que o melhor critico, somos nos, que vemos no cinema mais do q um passatempo, e um produto fora da nossa realidade.

    Encantado por sua leitura!

    Curtir

    • Rogério,

      Meus Sentimentos por essa perda! Eu também tinha um bom relacionamento com minhas avós. De gostar de passar férias com elas.

      Essa frase “Um tempo para tudo”, me faz lembrar de um filme, que sempre que vejo na tv, eu assisto: Footloose. Amo esse filme.

      Quando trará mais textos? :)

      Abraços,

      Curtir

  3. Oi Lella:
    Parabéns pelo seu site. Acompanho há pouco tempo, e é a primeira vez que posto aqui.
    Gostaria de fazer uma “crítica construtiva”, e espero que você não leve a mal. Há muitos erros gramaticais crassos (não são erros de digitação), como por exemplo o uso da crase antes de palavras masculinas. Pode parecer bobagem, mas se não respeitarmos essas regrinhas básicas, em breve não teremos mais nosso vernáculo redigido de forma apropriada. Espero que você não leve a mal. Há alguns livros muito bons no mercado, que foram lançados após o advento da reforma da Língua Portuguesa, como por exemplo o do Professor Sergio Nogueira. Não custa nada dar uma olhada.
    Sucesso!
    Abração.
    Marco Antônio

    Curtir

    • Oi Marco Antônio!

      Primeiramente, seja muito bem-vindo ao blog!

      Segundo, de forma alguma eu levaria a mal a correção. Até porque peço a amigos que encontrando erros, que me avisem. Sei que alguns, escapam mesmo. Não sei se por eu escrever os textos de madrugada. Mesmo com sono, gosto do silêncio da hora para escrever.

      Se quiser ser meu revisor sem remuneração :) está contratado.

      Em relação a crase… eu tive dúvidas ante o “esses”, pela frase como um todo. Mas a mim, essa palavra não seria masculina. Bem, se for, foi um erro grave.
      Vou retirar a crase.

      Por diversas vezes, quis tirar um tempo, e revisar meus textos. Dos outros autores e colaboradores, eu não interfiro nessa parte. Mas o tempo foi passando, e o número de textos foi ficando maior.
      Vou tentar me dar esse tempo para uma revisão.

      Volte sempre!
      Grata!
      Abraços,

      Curtir

  4. Oi Lella
    Pela sua resposta já vi que você é uma pessoa especial e que não se melindra com besteiras. Eu aprecio ser corrigido, pois aprender sempre é bom.
    A reforma da Língua Portuguesa bem que poderia ter banido a famigerada crase! Mas a regra é bem simples. “Esse” (masculino) X “essa” (feminino). E mesmo que fosse “essa”, não haveria o emprego da dita cuja. Rubem Braga já dizia que poderíamos viver perfeitamente sem ela!
    Continue brilhando e dividindo suas impressões conosco.
    Mais uma vez, parabéns pelo excelente blog.
    Abração,
    Marco Antônio

    Curtir

  5. oi oi !!
    pois é, e ele nem reclamou do “em relação a crase”, pois ela aí é necessária.
    ai ai !!!
    voltarei mais aqui p ajudar o vernáculo e o cinema!!!
    abçs!!

    Curtir

  6. Pessoal eu adorei o filme e as musicas também,
    Eu queria saber o nome da muscia que toca na parte em que ela diz que o esta em um mundo perfeito e ela e a outra menina começam a brincar e tal’s.
    Se alguém pudesse me ajudar *-*

    Curtir

  7. Olá, eu gostei muito do filme, muito comovente.
    Vc sabe o nome da música que toca quando Susie e Ray estão no corredor do colégio? E tb que toca quando ela encontras as outras meninas no céu?
    Grata,
    Tatiana

    Curtir

  8. aiin nunca vi,ta pra nascer um filme mais perfeito do que esse viu,sinceramente…OIUASOIUDOIASU eu chorei com esse filme gente. È muito lindo,nossa o peter soube realmente dirigir o filme.e a saoirse se encaixou completamente no filme,ninguém serveria pra fazer a susie a nao ser ela.

    Curtir

  9. Olá,
    o filme é lindo e chorei muito..
    queria ajuda de alguem..
    eu quero a musica da parte que ela encontra as outras meninas que tbm foram assassinadas…
    .
    É simplismente maravilhosa..
    .

    Curtir

  10. O nome da música quando ela se encontra com as outras meninas é: ” Song of the Siren – This Mortal Coil”
    Está na lista lá em cima.. eu baixei e é essa mesma, é a cena que aparece mais no final do filme né?

    Curtir

  11. ooi, nossa gostei muito desse filme, comprei faz pouco tempo e ja vi mts vezes. Chorei muito nele. A Saoirse Ronan está linda e incrivel no filme Parabéns pra ela (:
    LELLA eu queria saber quem canta aquela musica acho que se chama ”Alice”, pois nao estou conseguindo baixar e queria mtmt. voce poderia me ajudar ? obrigada

    Curtir

  12. Esse filme é lindo. Os atores são meus preferidos e a trilha sonora nos faz chorar.

    Gente alguém sabe o nome da música instrumental que toca quando Ray fala com Susi ?

    Obrigada

    Curtir

  13. Ola gostaria de saber qual é o nome da musica, que toca na cena que Susi se encontra com as meninas perto da arvore.
    Ja ouvi algumas da lista, mais nenhuma que ouvi e a que estou procurando.
    Poderia me ajudar?

    Obrigada.

    Curtir

  14. Quando souber q era filme de Peter Jackson, já pensei, “só pode ser bom”. Fui atrás, averiguei e tive a certeza. O filme é excelente!!! É um filme espírita-cristão, pra quem conhece. Tem a mensagem linda dos seres inocentes que são violentamente assassinados por pessoas maldosas, e acredito que a justiça divina nunca falha. São seres esperando a justiça de Deus. Ainda que o crime seja bárbaro, repugnante, chega me dá nojo.., eu não sou a favor de pena de morte ao culpado. A morte é o maior benefício para ele, é melhor que ele pague aqui na terra e se arrependa cruelmente, porque depois da morte, só existe dois caminhos no qual eu acredito. Céu e inferno. E pessoas como assassinos crueis não encontrarão o céu se aqui não se arrependerem e pagarem pelo que fez.Essa é a minha opiniao, indico o filme. Ótimo!

    Curtir

  15. Ja assisti esse filme 5 vezes,chorei na hora que ela encontra as menininhas !
    muito lindo msm….minhas amigas tbem gostaram..Lella amei seu site!
    beijão pessoal

    Curtir

  16. Oi!!!
    Alguém sabe me dizer qual é o nome da música que passa quando ela encontra com as outras meninas que foram assassinadas tbm?
    Por favor me ajudemmmm

    Curtir

  17. Olá todo mundo que quer saber o nome daquele musica!

    O nome é This Mortal Coil – Song to the Siren
    O link

    Gostei muito dessa música! Gostei MUITO DO FILME!
    Abraço gente!

    Curtir

  18. Ei, por favor alguem me ajuda a encontrar a música que toca quando ela vai para um mundo perfeito com Holly e veste várias roupas diferentes?é uma musica meio de opera muito linda!Aguardo repostas.
    Obrigada!

    Curtir

  19. Olá, lella. Tudo bem com você ?
    Gostaria de saber, qual o nome da música que toca na cena em que a susie salmon encarna no corpo da namorada do namorado dela e que eles se beijam, e ela fala que uma vez ele assinou o poema com “o mouro”.
    Agradecido.

    Curtir

    • Oi Gustavo!

      Tudo bem sim!

      Só não poderei te ajudar. É que faz um tempo que eu vi o filme, dai não lembro qual é a música.

      Agora, como na sua memória ela está fresquinha, faz assim:
      - copie a lista lá de cima, e uma por uma vai colocando no Youtube, até descobrir qual é a música que está procurando.

      Sorry! E Grata por nos visitar!

      Curtir

  20. Otimo filme vale apena assistir assisti hoje pela quinta vez a musica final do encontro com as meninas é a mesma do gladiador que por sinal foi um otimo final tambem

    Curtir

  21. O filme é Maravilhosoo e os comentários qUE aqui li são melhores ainda.concordo com cada palavra.do filme a cena que não sai dd Minha cabeça é a árvore que para nós que termos conhecimento do Espiritismo sabemos que ela muito significa.É a arvore da vida.a qual mesmo não respirando mais Susie tinha.

    Curtir

Seu comentário é importante para nós! Participe! Ele nos inspiram, também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s