As Obras de Chico Xavier no Cinema

Chico Xavier”, “Nosso Lar”, “As Mães de Chico Xavier” sãos filmes de longa metragem brasileiro, baseados nas obras homônimas escritas através de psicografias pelo médium Chico Xavier. Elas buscam narrar as mensagens que Chico Xavier deixou para a “humanidade”.

O filme “Chico Xavier” nós apresenta uma autobiografia de Chico Xavier um das personalidades de grande importância dentro do cenário mundial, um homem que através da sua fé em Deus com base no espiritismo, revolucionou a visão a respeito do espiritismo.

A síntese narrativa do filme busca transmitir a clarividência vivida por “Chico” da infância a sua vida adulta.

Um trabalho que desperta a curiosidade de inúmeros espectadores que tem por objetivo compreender melhor quem é “Chico Xavier”, uma “verdade” ou “mito” eternizado na fala, nos livros e nos filmes que invadem as mentes das pessoas pelo mundo afora.

Nosso Lar” é o segundo filme da série, uma produção baseada na obra homônima escrita através de psicografia pelo médium Chico Xavier, sob a influência do espírito André Luiz.

A trama conta a história de André Luiz que ao despertar no mundo espiritual, se depara com criaturas assustadoras e sombrias vivendo, juntamente com ele, em um lugar escuro e sombrio. Além disso, ele também se assusta por perceber que apesar de ter “morrido” ele ainda continua vivo e ainda sente fome, sede, frio e outras sensações materiais.

Após um longo período de sofrimento nesta zona de sofrimento e purgação de falhas do passado ele é recolhido por espíritos do bem e é levado para a colônia espiritual chamada de Nosso Lar. A partir desse momento ele começa a conhecer melhor a vida no além-túmulo, aprendendo lições e adquirido conhecimentos que mudarão completamente o seu modo de enxergar a vida. Tomado a consciência de que está desencarnado (morto), mas que a vida continua, e que nunca é tarde “para recomeçar um novo fim”.

O terceiro filme “As Mães de Chico Xavier” pauta-se em uma narrativa que descrever a relação de três mães que vêem sua realidade transformada por completo depois de encontrar com Chico Xavier. São elas: Ruth, cujo filho adolescente, Raul, enfrenta problemas com drogas; Elisa, que tenta suprir a ausência do marido dando total atenção ao filho, o pequeno Theo, e Lara, professora que enfrenta o dilema de uma gravidez não planejada.

Essas três mulheres vivem momentos distintos, porém buscam conforto junto a Chico Xavier, e resposta para as diversidades vividas no mundo material.

Os filmes nos levam a conclusão que Chico Xavier é o mensageiro do bem, o homem que transformou a vida de inúmeras pessoas. Em seu discurso era notável a sua arte de falar de interpretar a vida e ensinar com sabedoria.

No entanto as produções cinematográficas nos apresentam uma narrativa que sintetiza as ideologias pregadas por Chico Xavier, um homem que se preocupou com outro, colocando a sua sabedoria ao nosso dispor, nos informando sobre a vida além da concepção material.

Ao meu entender as produções cinematográficas nos fazem entender quem é Chico Xavier, um homem além da fé e da clarividência, que perpetuou os sentimentos de solidariedade, amor, renúncia, caridade. Algo não só transmitido para os espíritas, mas para todas as pessoas que foram e são envolvidas pelo amor e fé que Chico Xavier viveu e que ainda vive conforme as perspectivas de sua religiosidade.

Chico Xavier é um indivíduo que através da sua fé em Deus com base no espiritismo revolucionou a visão a respeito do espiritismo em meio a nossa sociedade. Além de nos fazer pensar sobre a “vida depois da vida”.  Verdadeiramente digo que Chico é um ser iluminado que lançou sobre a terra sementes de esperança e ricamente nos ensinou a arte de fazer o bem, de praticar o bem e de viver o bem.

Portanto, Chico Xavier com sua arte de ensinar e de romper com os limites da vida material tornou-se resultado de grande sucesso e de recordes de bilheterias no Brasil e no mundo.