Lágrimas do Sol (Tears of the Sun. 2003)

Há três coisas importante na História. Primeiro que tudo, os números; em segundo, os números; e, em terceiro, os números. A História não é uma ciência moral. A legalidade, a compaixão, a justiça são estranhas à História.” (Do Filme: “O Declínio do Império Americano“)

Não irá para minha lista de preferidos. Como também pode ser que daqui a alguns anos somente uma cena fique na memória. E confesso que assisti por causa do Bruce Willis. Talvez eu tenha assistido com um pré-conceito com o Tio Sam em se achar não apenas o salvador-da-pátria, como também em mostrar que o outro lado é que é o vilão. Um patriotismo exacerbado.

Porém, filmes como esse ou até “Hotel Ruanda” e “O Jardineiro Fiel” (Dois dos quais que eu indico!), nos mostram uma África real. Não aquela dos safáris, dos belos animais… Mas a com questões, conflitos que transpassam dos livros de História paras telas. Que fica até por um lado didático, mas com conotação interessante para os adolescentes que não são chegados às leituras. Por esses filmes vemos uma realidade que choca.

Onde até nos perguntamos se o povo dessa terra, de escravos passaram a ser cobaias?

Entrando na história do filme…

Para quem gosta de muita ação em filmes de guerra, vai sentir falta. Aqui há muito mais uma ação contida, nos gestos, nos olhares dos personagens. O tema principal: o herói indo resgatar a mocinha. Parece um clichezão. E é! Mas que em nada compromete a história. Aliás, de uma paisagem deslumbrante aliada a uma belíssima trilha sonora. Com diálogos curtos e diretos. Com a câmera passeando de um rosto ao outro o conta muito mais o roteiro. ou que faz o filme como um coadjuvante de peso!

Agora, há uma cena atroz e com mulheres… Nesse momento me perguntei: “Que guerra é essa? Que ideologia é essa que faz isso com uma mulher?” Fica difícil entender as atrocidades que fazem em nome de uma guerra.

Claro que as cenas onde mostram crianças mutiladas por pisarem em minas também chocam. Mais ainda quando logo no início um oficial americano diz que os abasteceram, os nigerianos, por 8 anos…

É! No mundo atual e também real duas potências ditam as regras do jogo: as indústrias bélicas e as farmacêuticas. Pois com o que lucram, não serão vidas humanas e nem de inocentes que irão intimidá-los a pararem de fomentar as guerras. Até porque o Lobby para essas indústrias é muito forte nos Congressos dos países sedes.

Enfim, com é dito no filme: “Para que o mal triunfe basta que os bons não façam nada“.

Nota: 08.

Por: Valéria Miguez (LELLA).

Lágrimas do Sol (Tears of the Sun. 2003). EUA. Direção: Antoine Fuqua. Elenco: Bruce Willis, Monica Bellucci, Cole Hauser, Tom Skerrit. Gênero: Drama, Guerra. Duração: 120 minutos. Classificação: 14 anos.

Anúncios

Seu comentário é importante para nós! Participe! Ele nos inspiram, também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s