Escritores da Liberdade (Freedom Writers. 2007)

Mas é preciso ter manha
É preciso ter graça
É preciso ter sonho sempre
Quem traz na pele essa marca
Possui a estranha mania
De ter fé na vida…

Algumas pessoas acham que Diploma já é o topo. Creio que essas o exibe como um troféu na parede. Sei que a profissão de Professor não é muito valorizada pelos políticos atuais. Travando o idealismo de poucos para o engrandecimento de muitos. Quando a dificuldade não parte deles, vem do próprio Conselho de Ensino. Rígidos demais às regras. Ficando cegos à realidade local. Fechando as portas, numa mão única.

Eis que entre tantos, chegam um que faz toda a diferença. Um que sabe que mais do que ensinar o que está no livro oficial, quer preparar seus alunos para a vida. A esse que tem o magistério como o seu sacro-ofício cabe, de fato e de direito, o título de Mestre.

Falando nisso, há pouco tempo revi o “Ao Mestre com Carinho 2”. O primeiro, marcou minha pré-adolescência. Perdi as contas das vezes que vi; e em todas eu chorava. Esse segundo também me emocionou! Rever o ator Sidney Poitier é sempre um grato prazer! Talvez por isso, comecei a ver “Escritores da Liberdade” como se ele fosse uma versão feminina desse Grande Mestre. E me encantei com a Mestre desse!

Erin Gruwell (Hilary Swank) em vez de seguir a carreira de advocacia, algo trazido da infância por admirar o pai nas causas civis, vai ser professora. Num Colégio onde passou a receber alunos da periferia: os de baixa-renda. E uns que cumpriam uma liberdade condicional por crimes cometidos. Sendo assim, um colégio para lá de misto. Cheia de motivação, primeiro não recebe um apoio que esperava por conta da Diretora. Essa, descarrega toda a aversão por ter que receber esses alunos em seu santuário. Ela os despreza.

Depois, Erin se assusta com os seus alunos. Mas sua determinação a faz seguir em frente em sua odisséia. Seus alunos são como animais feridos. Reagem e agem num círculo viciante até por questão de sobrevivência. Não se tocando que o que tanto criticam no outro, fazem igual. A partir de uma caricatura que um dos alunos fez para ridicularizar um colega de classe negro, ressaltando os lábios, ela também cai na real. De que ali eles formam guetos. E começa a falar do Holocausto. Algo que só um deles sabia o que era.

Desde o início o filme prende a atenção. Não se sente o tempo passar. Acompanhamos numa torcida a cada um daqueles alunos que consigam quebrar a corrente do preconceito. Que hispanos, asiáticos, negros e um único “branco” sintam-se iguais. Ao tentar fazer com que leiam o “O Diário de Anne Frank”, a Diretora proíbe. Os livros do Acervo da escola não são para eles. Incrível, uma biblioteca proibida aos carentes; por temer que irão destruir. Por essa, e outros impedimentos mais, Erin resolve ter outros trabalhos; uma renda extra. Para dar aos seus alunos o que a escola nega. Então cada um deles constrói o seu próprio Diário.

A cada satisfação, a cada acesso obtido na mente de seus alunos, fazendo-os pensarem por si mesmo no quanto agiam errado, a cada pequeno sucesso deles, além das duchas-frias da Diretora que ela vai aprendendo a tirar de letra, Erin tem um abalo em seu casamento.

Esse filme veio pontuar algo que costumo reclamar. Para o meu contentamento, ele será um a mais na lista de grandes personagens femininas. Aqui, mostrando carreira e casamento de uma mulher. Algo bem real. Mas como também não tão irreal, o de um homem não segurar a barra em ver a esposa crescer, quer seja em sua profissão, quer seja no seu talento. Erin está radiante. Investindo em si mesma, até por conta de que está em seus planos, mais a frente, constituir família: filhos. O contrário do marido que já não tinha mais ambição alguma.

É um filme que tem muito para comentar, mas para não tirar mais a emoção que irão sentir, paro a história por aqui. Fica a certeza de que houve momentos que meu corpo arrepiou, noutros que não retive as lágrimas. Minhas faces ficaram umedecidas até o final do filme. Faço votos que os governantes assistam esse filme. Que invistam mais nesse Profissional. Heróis e Mentores para muitos.

Um filme que vale a pena ver e rever sempre! Nota 10 com louvor! Eu também gostei da trilha sonora!

Por: Valéria Miguez (LELLA).

Escritores da Liberdade (Freedom Writers). 2007. Alemanha. Direção: Richard LaGravenese. Elenco: Hilary Swank, Patrick Dempsey, Scott Glenn, Imelda Staunton. Gênero: Drama. Classificação: 14 anos. Duração: 123 min.

Anúncios

36 comentários em “Escritores da Liberdade (Freedom Writers. 2007)

  1. Gostei do filme 😀 esta’ brilhante , toca ! faz pensar e mais, pensar naqilo que por vezes nao queremos ver , admitir ou seqer imaginar que pode estar a acontcer ao nosso lado 😀
    da’ nos força coragem e esPERANÇA para acreditarmos em no’s mesmo, que conseguimos mudar !

    Curtir

  2. Nossa preciso fazer um trabalho sobre este filme na faculdade, confesso que ao ler este comentario refernte ao filme me deu muita vontade de assisti-lo.
    Muito obrigada

    Curtir

  3. Oi Alessandra,

    Grata, e Sucesso com o trabalho!

    E deixo como sugestão, que enfoque também em sua pesquisa, o lance onde ela vai pedindo aos alunos que dêem um passo a frente a cada citação (exemplos) que ela faz e se ‘encaixa’ neles. Vendo o filme, entenderá.

    Beijo grande,

    Curtir

  4. Olá,tudo bom?
    Acabei de rever este filme hoje,então resolvi postar sobre ele no meu blog,pesquisando a sinópse na grande ‘google’ achei esse site e …OMFG como não o achei antes?
    Pois bem,queria dizer que adorei suas colocações sobre o filme,realmente é excelente e nos faz pensar sobre vários assuntos,desde os mais agradáveis como os mais ‘perturbadores’ por assim dizer,educação,preconceitos,esperanças e mudanças o//

    Infelizmente sou obrigada a concordar com você sobre a desvalorização do papel do professor na sociedade…
    E Infelizmente, eles não tem muito reconhecimento em sua profissão(exceto os de faculdades e etc)

    Mas,fazer o que né?
    Assim como você acho que os orgãos governamentais deviam assistir a este filme ;D
    Vai que eles se emocionam com ele como nós e acabam tomando alguma atitude né?
    (ok,ok,estou viajando aqui …)

    beijos

    Curtir

  5. Oi Jana!

    Grata! E fiquei meio off-internet nesses últimos dias, dai dando o retorno agora.

    Vamos torcer para que pelo menos parte dos Prefeitos que vem por ai, ajude mais essa Classe. Os Professores merecem mais atenção deles.

    Volte sempre!
    Beijo grande,

    Curtir

  6. Lella, vi este filme neste fim de semana exatamente pq tinha lido rapidamente aqui sua recomendação. AMEI o filme e a Hillary está ótima no papel. Gostei demais de ver que o trabalho desta professora deu frutos e que hoje ela e estes meninos mantém uma fundação para que outros meninos como eles tenham o acesso à VIDA, pois foi isto que esta professora fez por estes garotos: mostrou a eles que uma educação completa e não somente acadêmica e burocrática pode fazer uma diferença tremenda entre viver e morrer! Beijins

    Curtir

  7. Tânia,

    que bom que gostou! Até porque tem Blog que comenta sobre tudo. Assim, é uma voz a mais a tentar chegar aos ouvidos das pessoas que um bom estudo na formação dos jovens, teremos um amanhã, no mínimo com menos violência.

    Beijão,

    Curtir

  8. Eu tenho apenas 14 anos e adorei esse filme …..
    Assisti na escola junto com a minha turma.;… Todos adoraram !!
    Principalmente eu (é claro) …… Ele me deixou até emocionada de como a professora ajudou muito eles ….
    Beijinhos ….

    Curtir

  9. aain gosteei muiito 😉

    ee qero assistiir ooutraa veeiz ‘

    a tipoo oo filme ée otimoo, e a minhaa profª Cinthiia passa uma imagem melhoor ainda do fiilme .

    aai seiiláa asheei muiito interessante poor passar gangues e talls ‘

    Curtir

  10. Boa tarde!
    Amei este filme. Emocionei-me do início ao fim. No sistema em que vivemos, acredito que se todos os professores empenhassem como Eri Gruwell, muitas mudanças ocorreriam. O problema é que nossa classe é uma classe desunida e ainda não perceberam que se unirem força pode ocorrer inúmeras mudanças. Esse filme é um ótimo exemplo para um recomeço. Estou empenhada em atribuí-lo em minhas pesquisas quando eu for engressar no mestrado. Como meu objetivo é fazer algo relacionado a educação, sei que esse filme irá me ajudar e muito a cumprir o meu objetivo.
    Abraços.

    Curtir

    • Daniela,

      se teclar em ‘Elenco’, lá na Ficha Técnica, vai para na página do IMDB com a lista completa do elenco (cast).

      Aqui, segue com os principais:
      Hilary Swank …. Erin Gruwell
      Patrick Dempsey …. Scott Casey
      Scott Glenn …. Steve
      Imelda Staunton …. Margaret Campbell
      April L. Hernandez …. Eva
      Mario …. Andre
      Kristin Herrera …. Gloria
      Jacklyn Ngan …. Sindy
      Sergio Montalvo …. Alejandro
      Jason Finn …. Marcus
      Deance Wyatt …. Jamal
      Vanetta Smith …. Brandy
      Gabriel Chavarria …. Tito
      Hunter Parrish …. Ben
      Antonio García …. Miguel

      Curtir

  11. Sou um futuro professor de Física e pretendo lecionar em uma escola pública da minha cidade, Natal/RN.
    Esse filme é excelente e me motivou ainda mais a continuar nessa minha empreitada.

    Curtir

  12. oi eu sou milena,sou uma das fãs do filme escritores da liberdade,estou escrevendo este comentario pq gostei d+ eu assisti ele na escola foi otimo todos ficaram impresionados com o q o filme ensina.
    a nota q eu do é 10 pq foi d++++!

    Curtir

    • Oi Larissa!

      Lella é meu nick. Que eu coloquei na url desse blog, quando o criei. Pois ele seria mais para guardar meus textos que eu postava no Orkut.
      Mas depois, decidi deixar aqui, só os sobre filmes. Foi quando o blog deslanchou 🙂
      Há pouco tempo, que eu coloquei o nome do blog, na url.

      E grata por comentar sobre o filme!

      Beijo,

      Curtir

  13. assistii essse filmee hojii na esj=kola pois fais parte do trabalho de portugues !!
    de sexta ninguem vai na escola mas a classe lotoo so pla ver o final do filme pois naum tinha dado tempo naa quinta!!!
    todos adorooo esse filmee!!!
    ee keroo assistir mais vezes!!!

    bejooz

    Curtir

  14. Olá, estou fazendo pesquisa científica com filmes sobre professores e preciso fazer a decupagem deles. Escritores da Liberdade é um deles. Você sabe se consigo algo pronto? Onde?
    Obrigada

    Curtir

  15. eu gostei do filme,é muito bom porque trata de um tema tão “presente” e tão imperceptível na nossa vida,e é num local de nosso convívio,a escola.
    além disso,o filme é um exemplo de superação,porque uma professora recém-chegada a uma escola,dando aula para os alunos do ensino médioque tem a violência presente na sua vida.Conseguiu mudar até melhorar o comportamento de seus alunos.
    eliminando preconceitos,transpassando barreiras com muito esforço essa professora consegiui transformá-los em excelntes cidadãos.

    Alunos da 8D da E.E Júlia Lopes de Almeida-Osasco-S.P.

    Curtir

  16. Bom dia Lella

    Seu blog é lindo.. eu adoro filmes!
    Estou fazendo uma disciplina na facul
    de estagio em ensino e minha turma assistiu esse filme
    que por sinal é muito bom e nossa professora sugeriu
    que nos procurassemos por mais filmes
    que abordassem esse tema.
    Achei seu blog ideal e queria que você me sugerisse
    algum filme legal. =]

    Abraços de paz e bem!

    Curtir

Seu comentário é importante para nós! Participe! Ele nos inspiram, também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s