O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (Le Fabuleux Destin d’Amélie Poulain. 2001)

Lentes mágicas! Se eu fosse definir essa personagem em uma única expressão, seria essa. No filme sobressai a descoberta dos prazeres que podemos captar para depois sentir no dia-a-dia. Bastando um olhar mágico buscando por um ângulo diferente. Um fantasiar como ilustração para quebrar a rotina. Dando um realce como na letra de Gil: “realce, quanto mais purpurina, melhor“.

Este filme é um brinde a sensibilidade! Independe da pessoa ser rotulada de sensível, romântica… Creio que até quem considere isso como fraqueza, em algum breve momento da vida viveu Amélie Poulain. Quem me indicou o filme, acertou! Eu amei! Entrou para a minha lista The Best! Identifiquei-me com ela. Com lances da sua história, eu fiz várias viagens pontuando fases da minha vida. Lembranças, muitas e prazerosas. Para quem viu, aquilo que ela fazia com os moranguinhos nos dedos, eu fazia, também em menina, mas com gomos de tangerinas. Como também gostava de enfiar a mão nos grãos de cereais no armazém. São só algumas das particularidades em comum com Amélie.

O que conta o filme? Praticamente toda a sua vida. Na infância, por conta de um diagnóstico errado, fizeram com que seus pais a quase que colocá-la numa redoma de vidro. Uma princesinha presa em seu castelo. Mas como tinha imaginação de sobra, ela tirou isso de letra. Amélie sempre foi um doce de pessoa.

Como não morreu, já adulta, vai morar sozinha na cidade. Trabalhando como garçonete. Até que no dia em que estava vendo a notícia da morte da Princesa Diana, descobre uma caixinha num compartimento secreto na parede de seu apartamento. Dentro, tinha objetos de um menino. Aquilo para ela foi como achar um tesouro. Resolve achar o dono da caixinha e entregar a ele, suas memórias de infância. Tanto faz, que consegue.

Mas com o que aconteceu nesse reencontro do já um avô com essa caixinha… Desperta nela o querer mais que ajudar as pessoas a sua volta, em fazê-las ir atrás de seus sonhos. De realizar seus desejos. Precisam ver o que faz para convencer seu pai, agora viúvo, a fazer a viagem de seus sonhos. É show!

Para ela, não apenas por ser tímida, mas também por gostar de fantasiar, não é em apenas chegar e falar com a pessoa. Tem todo uma encenação, conduzindo-as para esse intento. E sem maldade. Pois para mim, a pureza de Amélie é a balança com que ela pesa as convenções sociais. Pois segue uma conduta própria. Até quando invade a vida das pessoas, o faz para que saiam da rotina. Por querer bem a todos. Talvez como naquela máxima: “Não leve a vida tão a sério, porque não sairá vivo dela.

E como num conto de fadas, ela tem uma fada madrinha. Melhor, ela tem um Mestre. Um Senhor que atento as coisas belas que ela está fazendo, tenta mostrar a ela que está negligenciando a sua própria vida. Deixando de ser a protagonista da sua própria história. Com isso, está deixando o tempo passar.

Quem ainda não viu, veja. Vai se apaixonar! E se encantar também com a trilha sonora. Um filme para ver e rever sempre. Nota 10 em tudo!

Por: Valéria Miguez (LELLA).

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (Le Fabuleux Destin d’Amélie Poulain). 2001. França. Direção e Roteiro: Jean-Pierre Jeunet. Com: Audrey Tautou, Mathieu Kassovitz, Rufus, Lorella Cravotta, Serge Merlin, Jamel Debbouze, Clotilde Mollet, Claire Maurier, Isabelle Nanty, Dominique Pinon, Maurice Bénichou. Gênero: Comédia, Drama, Romance. Duração: 122 minutos. Censura: 14 anos.

Anúncios

13 comentários em “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (Le Fabuleux Destin d’Amélie Poulain. 2001)

  1. Track Listings
    1. J’Y Suis Jamias Allé
    2. Jours Tristes [Instrumental]
    3. Valse d’Amélie
    4. Comptine d’Un Autre Été
    5. Noyée
    6. Autre Valse d’Amélie
    7. Guilty
    8. Quai
    9. Moulin
    10. Pas Si Simple – Fréhel
    11. Valse D’Amélie [Orchestra Version]
    12. Valse des Vieux Os – Ensemble Orchestral Synaxis
    13. Dispute
    14. Si Tu N’Étais Pas Là – Russ Columbo
    15. Soir de Fête – Ensemble Orchestral Synaxis
    16. Redécouverte
    17. Sur le Fil
    18. Banquet
    19. Valse D’Amélie [Piano Version]
    20. Valse des Monstres

    (Fonte: Amazon.com)

    No link, tem como ouvir um trechinho de cada uma das músicas da Trilha Sonora de “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”:
    http://www.lastfm.com.br/music/Yann+Tiersen/Le+Fabuleux+Destin+D'Amelie+Poulain

    Curtir

  2. Lella, adoro este filme e uma das primeiras comunidades de orkut que entrei chama Prazeres de Amélie Poulin, onde o pessoal contava (não sei mais se é assim, não entrei mais) quais as coisas ao estilo da personagem que faziam no dia a dia.
    O filme é encantador, charmoso e positivo, como cinema deve ser, entretenimento.
    Como sempre adorei sua resenha. 🙂

    P.S. Obrigado por enviar a dica do aborto, estou postando sobre o tema agora! 😉

    Curtir

  3. Oi Sam!

    O lance dos gomos de tangerinas, os adultos quando me viam fazendo não entendiam todo aquele ritual… o tempo despendido… Mas como não experimentavam… Eu adorava o prazer na explosão dos grânulos no céu da boca. E em série.

    E que legal que o resultado da pesquisa a motivou a reacender seu texto.

    Tenha um lindo final de semana!
    Beijo grande,

    Curtir

  4. Olá Lella,

    Gosto muito do seu blog, de como descreve os filmes …

    Adoro Amélie também.

    Queria te indicar ” Uma vida iluminada”, caso não tenha assistido ainda.

    Até mais. Ana.

    Curtir

  5. Oi Ana Paula!

    Grata! E feliz em conhecer mais uma de quem por aqui passa!

    Eu grata também pela dica do filme! Fui olhar uma sinopse e gostei. Já listei.

    Volte mais vezes!

    Beijo grande,

    Curtir

  6. Pingback: Que tal um passeio em Paris nesse final de semana? | Nossa Via: O conteúdo passa por aqui!

  7. Estive em Paris na primavera de 2009, me arrependi de não visitar aquele Café…
    Apesar da arrogância de alguns franceses, nem mesmo a sujeira dos túneis dos metrôs que mais parecem labirintos, afetam o extremo deslumbre que os turistas sentem somente por estarem ali.
    Senti pena pela terrível crise que assolava aquele país retratada e escancarada nas ruas por seus bêbedos e desempregados à luz de qualquer dia da semana contrastando com o mar de turistas… Sei que nossa realidade não é muito diferente, mas tinha a sensação que estávamos mais preparados.
    Sobre o filme, foi um dos melhores que já vi e revi, traz uma leveza à alma…
    Adorei o blog, dediquei algumas um bom tempo na leitura.

    Curtir

    • Eu adoraria conhecer Paris. Aliás, todo o país. Até por amar o Cinema Francês (No momento estou digitando sobre mais um filme.)

      Um filme que nos mostra um pouco disso o que contou, e focando em adolescentes, é “Entre os Muros da Escola”. Ele traz uma realidade que choca. Que difere das lentes da Amelie Poulain.

      Grata, Juliano!
      Também por deixar suas impressões.

      Volte mais vezes!

      Curtir

  8. Resolvi postar o comentario aqui além do Facebook, Valéria! 🙂

    Pois é, eu também adoro esse filme, é mesmo um conto de fadas moderno. E tem a coisa de ter um monte de historinhas dentro da historia, que acho que foi uma sacada genial. O meu personagem preferido é o vizinho que a protege. E adoro também o fato do Nino (acho que era assim que ele se chamava) trabalhar numa sex shop. Esse filme é mesmo perfeitinho!

    O que me deu uma ideia “de Amelie” que assim que puder vou executar (***mistério***)!

    Curtir

  9. Menina, cheguei ao teu Blog (por sinal maravilhoso), pesquisando o significado de “Réquiem” no Google, daí fiquei aqui fuçando como quem lê uma boa revista e me deparei com esta resenha a respeito do filme da minha vida Rsrsrsrs. Diria que é o meu “DVD de cabeceira”. Adoro filmes e tudo relacionado a eles.

    Curtir

Seu comentário é importante para nós! Participe! Ele nos inspiram, também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s