Sex and the City – O Filme (Sex and the City – The Movie. 2008)

Mesmo não tendo visto nenhum episódio da Série (Não tenho Tv a cabo) eu quis ver o Longa. Por conta disso me dou o direito de dizer umas bobagens sobre ele. Que os fãs da Série não fiquem chateados. Mas…

flor-ou-vestidoAquele vestido, ou melhor, aquela flor enorme que trazia junto um vestido logo no início do filme, aquilo é modelito de passarela. Andar na rua com aquilo, mesmo sendo pelas calçadas de Nova York, é ser muito perua. Refeita do choque inicial… Não tardou muito e lá veio a personagem da Sarah Jessica Parker com um conjunto verde que me fez lembrar da cena onde a ‘Noviça Rebelde’ fez trajes para as crianças com as cortinas. Como também de uma cena de “Hora de Voltar” onde o rapaz se olha no espelho com a camisa do mesmo tecido do revestimento da parede. Bem, pelo menos também ficou hilário esse outro modelito da personagem da Parker.

Com mais um pouco do filme… Me veio isso: “As-patricinhas-de-beverly-hills-são-quarentonas-agora.” É isso que se resume a Série? De dondocas?

Eu não sei como aguentei ir até o final. Como também porque alongaram tanto o filme. Ele mais parecia um desfile de modas que saiu das passarelas. Pois a história mesmo poderia ter sido contada em muito menos tempo.

E o que essas quatro mulheres no auge dos seus 40 e alguns anos estariam contando nesse filme?

A da Carrie que se ‘pré’-ocupou de que numa separação no futuro não teria direitos ao apartamento de cobertura onde iriam morar? Onde ainda não estavam morando porque o closet era pequeno demais para as roupas, calçados dela? Seria essa a história?

A da Samantha que não gostou quando o marido comprou o tal anel que ela o decantara em verso e prosa? O que para ele fora um mimo.

A da Miranda que diz ao Marido que largou tudo por ele? O que teria sido esse tudo? Como não vi a Série desconheço a vida de solteira dela. E mais! De que ele seria só um nome na certidão de casamento? Era esse o papel que ela quis dele? Porque sexo, nem pensar para ela.

A Charlotte até que fora franca. Por dizer que o marido antes era o melhor partido, e que depois é que veio se apaixonar por ele. Mas por outro lado pisou na bola com chilique que deu ao ver o Big. Como também em não tê-lo procurado tão logo a Miranda lhe contou um lance. Conhecendo a amiga a tanto tempo poderia ter deduzido que ela não contara tudo.

Enfim, eu continuo não vendo motivo fora os dos merchans para terem alongado tanto o filme. Histórias com com conteúdo com essas peruas é que não foi. Por esse longa vi que não perdi nada em não ter visto a Série. O filme é muito chato. O que ainda salvou o filme foram a Louise (Jennifer Hudson) e o Steven (David Eigenberg). Afe! Deixa eu voltar para a minha jungle e de jeans com camiseta.

Por: Valéria Miguez (LELLA)

Sex and the City – O Filme (Sex and the City – The Movie). 2008. EUA. Direção e Roteiro: Michael Patrick King. Elenco: Chris Noth , Cynthia Nixon , Jennifer Hudson , Kim Cattral , Kristin Davis , Sarah Jessica Parker, David Eigenberg, Jennifer Hudson, Candice Bergen, Joanna Gleason. Gênero: Comédia, Drama, Romance. Duração: 148 minutos.

Anúncios

7 comentários em “Sex and the City – O Filme (Sex and the City – The Movie. 2008)

  1. Oi Valéria,

    Coincidentemente assistimos o mesmo filme no mesmo dia. Também não vi nenhum episódio da série, mas fiquei bem curiosa para ver o filme. Não gostei (fico feliz que mais de 1 pessoa não gostou) e tenho certa dificuldade para entender como a série atrai tantos telespectadores…
    Adorei o “voltar para a minha jungle”. Cá entre nós, é bem mais divertida. Até mais.

    Curtir

  2. Oi Ana Paula,

    grata, por também compartilhar sua impressão do filme!

    Vou chutar o que pode ser o motivo do sucesso da Série. Algo nos moldes do que o Joãozinho Trinta disse certa vez… O povão gosta de luxo… glamour… Por ai.

    😀 a minha jungle é um jeito ‘esnobe’ que eu uso para denominar onde moro. Por ainda ter muito verde.

    Até mais!
    Beijo grande,

    Curtir

  3. Si!!!!

    Será que estou muito tempo entre esquilos e pássaros 😮

    Menina! Não encontrei outro jeito de resumir esse filme 😀 é uma overdose de peruas.

    Aguarde o filme que eu vi depois.

    Beijão,

    Curtir

  4. Bem, homem real-mente é diferente de mulher, salvo exceções de ambos os lados.

    Digo isso porque eu não lembro de flor alguma em vestido algum nem de roupa nenhuma usada no filme 😀 , nem lembro das quantidades de roupas e sapatos – mas tenho certeza que minha esposa sabe tudo isso – apenas recordo de eles irem reformar o closet que eu, tvz com meu pensamento masculino, acho normal, até entendo isso como um mimo tão necessário para as mulheres em função de algo inerente à alma feminina (às vezes esse ‘algo’ não se traduz como roupas e sapatos, mas creiam, sempre tem um ‘algo’ que se ‘faz’ eternamente necessário) – são todas lindas, mesmo as chatas.

    Sobre o filme, eu já havia dito para a Valéria que a-d-o-r-e-i. Esse ‘adorei’, quem separou com hífem foi meu lado feminino.

    Adorei porque o assisti sabendo o que ele seria, um filme tolinho que mostra os contra-mãos de americanas…

    A frigidez, a sacanagem que a outra faz com o marido apaixonado? normal.

    Mas o filme tem uma grande lição que eu achei mto boa. A personagem central, a Jessica, percebeu que quase perdeu um bom marido por conta de seu desejo em ter ‘o’ casamento (não ‘um’ casamento, mas ‘o’ casamento). Não imaginava que personagens femininas de filmes americanos chegassem a perceber que os homens são gente tbm, ainda mais nesse nível, de que eles tbm tem desejos. Isso eu gostei mto no filme.

    Curtir

  5. Junior,

    mas ela só ‘percebeu’ isso quando a amiga contou do lance às vésperas do casamento. Até ai, ela só estava realmente interessada em ser dona também do apartamento caso viessem a se separar num futuro próximo…

    Eu ainda acho que a mais sincera de todas elas foi a que admitiu que primeiro casou por interesse, que depois que passou a amar o marido.
    É meio por ai, que acho que acontece com os casamentos arranjados por familiares em certas culturas.

    Sobre a tal flor, vou colocar no texto 😀

    E grata pela visita! Como também estou na expectativa de ter um texto seu aqui no blog 🙂

    Beijo grande,

    Curtir

Seu comentário é importante para nós! Participe! Ele nos inspiram, também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s