Três Vezes Amor (Definitely, Maybe. 2008)

O coração humano tem tesouros ocultos. No segredo mantido, No silêncio selado… Os pensamentos, as esperanças, os sonhos, os prazeres… Cujo charme se romperia se revelado.

O filme tem um início empolgante! Que alguns de nós já passou por algo assim. Mesmo que não tenha filhos. É quando as crianças têm sua primeira aula de educação sexual na escola.

É! Will (Ryan Reynolds) ao chegar na escola da filha Maya (Abigail Breslin) encontra os alunos eufóricos com a aula. O lance era ver a reação dela. Ela não deixa por menos. Numa única frase já mostrou que aquilo iria render. E rende! A caminho de casa com perguntas do tipo: “Quando é que o homem tira o pênis do pijama e enfia na vagina da mulher?” Ou ainda com algo dito por um coleguinha de que ele fora por um acidente.

O assunto vai se estreitando até por conta dele estar sozinho. Dela querer saber se também fora um acidente o seu nascimento.  Pedindo para ele contar a história dele com a mãe dela.

Vendo que ela não iria dormir… Ele resolve contar. Mesmo tendo saído com algumas mulheres, seu amor fora dado a poucas… Então, trocaria nomes, omitiria certos fatos, e ela é que teria que descobrir qual delas era a sua mãe.

E assim ele faz uma viagem ao seu passado… A cada intervenção dela é divertido, é emocionante… O que eu acho que deveriam ter explorado mais vezes. Pois teve longos espaços entre algumas delas. Ficando um pouco lento onde eram mostrados a história contada por ele. Perdendo apenas o ritmo. Mas como isso ajudou a ele a se conhecer mais, o que é válido.

A menininha é um encanto! Sobrepõe aos demais. Embora os outros também atuaram bem. O roteiro, se o enxugassem um pouquinho, o filme ficaria perfeito.

A trilha musical é legal. Confesso que lágrimas brotaram em algumas cenas mais para o final. Enfim, gostei do filme. Mas rever? Seria mais pelo início e final, eu correria um pouquinho a fita em trechos pelo meio.

Por: Valéria Miguez (LELLA).

Três Vezes Amor (Definitely, Maybe). 2008. Reino Unido. Direção e Roteiro: Adam Brooks. Elenco: Ryan Reynolds, Abigail Breslin, Isla Fisher, Rachel Weiz, Derek Luke, Kevin Kline, Daniel Eric Gold, Adam Ferrara, Nestor Serrano. Gênero: Comédia, Drama, Romance. Duração: 112 minutos.

Anúncios

5 comentários em “Três Vezes Amor (Definitely, Maybe. 2008)

    • Acabo de ler seu comentário em um blog.

      Me sinto no Big Brother com meus 60 segs pra te convencer em me mandar um e-mail e podermos conversar.

      O mundo está cheio de gente deprimente…

      Colabore comigo.

      Vc assisitiu Billy Eliot??

      Curtir

      • Oi Ariane,

        fiquei curiosa pra saber o que escrevi por lá… Teria como linkar aqui? E me achou deprimente? 😮

        Eu vi sim ‘Billy Eliot’. Faz é tempo. E num Corujão… Precisaria rever, para escrever sobre ele.

        Olha, vou te passar meu email. Mas que não me venha com pps&afins. Ok? Eu não gosto de ficar recebendo essas coisas.

        Até,

        Curtir

  1. Oie!!

    Eu ri muito nesse início com as crianças por lembrar de alguns episódios familiares. Um deles, um priminho de 4 anos contando a aula para a nossa avó [:D]

    Beijão,

    Curtir

Seu comentário é importante para nós! Participe! Ele nos inspiram, também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s