O Lutador (The Wrestler)

d_aronoksfy_-_the_wrestler_low_3

Esse filme mostra que o clichê ainda tem espaço nesse ringue cinematográfico.  Randy “The Ram” é um lutador peso-pesado que se vê tendo de largar o ringue por um problema cardíaco e tendo de lutar por sua sobrevivência, pelo amor de sua filha abandonada e pelo amor da mulher que ele deseja.

The Ram é um peso-pesado sensível que sente o peso da idade nas costas e  uma tremenda dificuldade em ser nocauteado pelo passar do tempo, pela “velhice”.  Qualquer vivente passa por isso, uns sentem mais, outros sentem menos. Me parece que o “acerto de contas” com a vida é reservada para aqueles que sentem-se perto de sua partida.

Esse clichê foi bem massageado nessa luta de Randy quando este decide acertar-se com sua filha abandonada. Começa até bem, abre o jogo sem rodeios, percebe seus furos, seus erros, mas… é… sempre tem um mas e isso não ficou de fora do filme.

O que mais me co-moveu para um pensamento pós-filme foi perceber que Randy não sabia lutar – um lutador que não sabe brigar! Não soube lutar por sua sobrevivência profissional, por sua família, por nada!

Claro que nessa briga diária por oxigênio somos postos frente-a-frente com escolhas nem sempre justas, nem sempre aprazíveis, mas não se pode ter tudo.

Enquanto Randy está no passado, naquele em que ele é jovem, gosta de Guns n’ Roses (banda de rock de 1980), em plena forma, a Cassidy (Stripper) que é a única que se sintoniza com ele, está com a cabeça voltada para o futuro. Quer mudanças em sua vida, quer mudar de cidade, de emprego. Um no passado, outra no futuro… o presente foi deixado pra trás por ambos, pois um não quis abandonar o passado e seguir pro futuro, e a outra não quis permanecer na mesma. Ou seja, mais dores…

Me indigna a escolha de The Ram no final, mas ao mesmo tempo penso: que outra escolha ele tinha? Nós, do lado de cá da tela, vendo a situação de fora, conseguimos perceber que ele tinha mais escolhas, mas quem está no olho do furacão cede seus olhos pro tornado…

O Lutador (The Wrestler)/2008. Direção: Darren Aronofsky. EUA – França.

Por: Deusa Circe.

Anúncios

Seu comentário é importante para nós! Participe! Ele nos inspiram, também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s