Cazuza – O Tempo Não Para (2004)

cazuza-o-tempo-nao-para_poster1

Sou ariano. E ariano não pede licença, entra, arromba a porta. Nunca tive medo de me mostrar. Você pode ficar escondido em casa, protegido pelas paredes. Mas você está vivo. Essa vida é para se mostrar. Só quem se mostra se encontra. Por mais que se perca no caminho.”

Mesmo não sendo mais a primeira vez, ao rever ‘‘Cazuza – O Tempo Não Para‘, as lágrimas desceram em alguns trechos… marieta-severo_como-lucinha-araujoPrimeiro, foram juntas com a mãe dele, ali naquele corredor de um hospital. Lucinha Araújo muito bem interpretada por Marieta Severo. Numa época que a Aids matava, a esperança no coração de uma mãe, era o mesmo que clamar por um milagre. Até que ele veio. Num novo remédio. Numa nova droga, lícita. Que deu ao seu filho um tempinho a mais até para uma despedida no, e ao palco… Depois as lágrimas desceram naquele abraço do pai. Mesmo que o filho não tenha sido tudo o que ele queria… Mesmo assim, do seu jeito o amava e o queria vivo por mais tempo. Meus aplausos aos dois, que trouxeram ao mundo um grande Poeta da Música! E um em especial a Lucinha Araújo pela Sociedade Viva Cazuza.

Meu amor, meu cúmplice. Meu par na contramão. Você não mudou em nada (nada, nada, nada). Eu também não, que bom!

Ainda antes de entrar no filme… Quero deixar registrado Meus Aplausos também ao Brasil que em 2001 quebrou patentes de remédios anti-Aids. Peitando uma das grandes potências mundiais: a indústria farmacêutica. Um início de muitas vidas sendo salvas no mundo. Bravo! E se alguém ainda vier com a desculpa que os infectados foram por manter uma vida sexual desregrada, lembrem-se de Henfil. Que fora infectado numa transfusão de sangue. Mas voltando a vida sexual com vários parceiros, não custa nada se prevenir. No filme ‘Na Cama‘, eu deixei meus aplausos por terem mostrado essa parte: na paradinha para colocar a camisinha. Há um outro filme que mostra que é melhor treinar antes, sozinho em casa, como se coloca o preservativo, é o “O Virgem de 40 Anos’.

Não escondam suas crianças. Nem chamem o síndico. Nem chamem a polícia. Nem chamem o hospício, não. Eu não posso causar mal nenhum. A não ser a mim mesmo.

Ainda deixando mais um registro. Que para quem conhece meus textos, sabem que eu não curto nada as drogas. Evito até as lícitas, com uma refeição saudável. Assim, o filme cumpriu bem em não esconder o fato de quem se drogava. Em todas as classes sociais. Talvez ainda numa de pós Woodstock, onde o mundo das drogas era quase um santuário, só viram a excitação momentânea. Esquecendo, ou não querendo ver a realidade: que essa fantasia cobra caro. Pois nem todos conseguem sair facilmente. E trazendo para a atualidade, esse mundo aumentou e muito a violência urbana. Enquanto houver procura, haverá mercado.

Estou pedindo, A tua mão. Me leve para qualquer lado. Só um pouquinho, De proteção, Ao maior abandonado.

cazuzaAgora sim, entrando no filme… Falando desse jovem contestador por meio da poesia da sua música. Eu já comentei que por vezes, um talento de alguém ainda jovem vem à superfície quando um adulto com um olhar mais apurado fornece as ferramentas certas. Bendita a hora em que João Araújo (Reginaldo Farias) colocou o seu garoto Cazuza (Daniel de Oliveira) aos cuidados do Zeca (Emílio de Melo). Pois esse, ao lhe dar um bloco e um lápis, deu a ele a chave. Cazuza a partir daí, nos presenteou com suas letras belíssimas.

Quando a gente conversa, Contando casos, besteiras. Tanta coisa em comum. Deixando escapar segredos. E eu não sei que hora dizer, Me dá um medo, que medo. É que eu preciso dizer que eu te amo, Te ganhar ou perder sem engano. É, eu preciso dizer que eu te amo, Tanto.

Cazuza, continuando a sua “vida louca, vida breve“… vai além, em querer cantar Músicas, e não apenas o ritmo Rock. Como a divulgar a mensagem contida nelas. Assim, segue carreira solo. Se desliga da banda Barão Vermelho. Por querer também cantar belos Sambas…

Ainda é cedo amor. Mal começaste a conhecer a vida. Já anuncias a hora da partida. Sem saber mesmo o rumo que irás tomar…” (Cartola)

daniel-de-oliveira_e_cazuzaDaniel de Oliveira ao dar tudo de si nessa magistral interpretação, deu a nós mais uma oportunidade em ver Cazuza. Como uma última despedida. Minhas lágrimas também desceram no final. Valeu Daniel! Bravo Cazuza! Deixou um belo legado de músicas belíssimas. Verdadeiras poesias!

O poeta está vivo, com seus moinhos de vento, A impulsionar a grande roda da história. Mas quem tem coragem de ouvir. Amanheceu o pensamento. Que vai mudar o mundo, Com seus moinhos de ventos.” Grata Frejat! É, o Poeta continua vivo em nossos corações!

Um filme para ver e rever sempre. Nota 10.

Por: Valéria Miguez (LELLA).

Cazuza – O Tempo Não Para. 2004. Brasil. Direção: Sandra Werneck e Walter Carvalho. Elenco: Daniel de Oliveira (Cazuza), Marieta Severo (Lucinha Araújo), Reginaldo Farias (João Araújo), Emílio de Melo (Zeca – Ezequiel Neves), Cadu Fávero (Roberto Frejat), Dudu Azevedo (Guto), Leandra Leal (Bebel –  Bebel Gilberto), Andréa Beltrão (Malu), Débora Falabella (Denise – Denise Dumont). Gênero: Drama. Duração: 98 minutos. Baseado no livro “Só as Mães São Felizes”, escrito pela mãe do cantor, Lucinha Araújo.

Anúncios

14 comentários em “Cazuza – O Tempo Não Para (2004)

  1. Lista da Trilha Musical de “Cazuza – O Tempo Não Pára:

    01 – O Tempo Não Pára – Cazuza
    02 – Smoke On the Water – Daniel Oliveira
    03 – A Vaca/ Maior Abandonado – Daniel Oliveira,Barão Vermelho
    04 – Todo o Amor que Houver Nessa Vida – Caetano Veloso
    05 – Pro Dia Nascer Feliz – Barão Vermelho
    06 – Bete Balanço – Barão Vermelho
    07 – Preciso Dizer que Te Amo – Daniel Oliveira,Leandra Leal
    08 – Piazzoleando/ Exagerado – Daniel Oliveira,Cazuza
    09 – Ideologia – Cazuza
    10 – Carta Dani – Daniel Oliveira
    11 – O Mundo é um Moinho – Cazuza
    12 – Ombra Mai Fu – Daniel Oliveira
    13 – Vida Louca Vida – Cazuza
    14 – Faz Parte do Meu Show – Cazuza

    No link tem como ouvir um trechinho de cada uma das músicas:
    http://www.amazon.com/O-Tempo-N%C3%A3o-P%C3%A1ra-Cazuza/dp/B0002IVS0G

    Curtir

  2. Cazuza foi sim um marco na música brasileira, sobretudo pela contestação impressa em suas letras, o Brasil precisa de músicos assim, muitos devem concordar ao dizer que as muitas aberrações que hoje nomeiam forró são dispensadas.

    Abraços
    aurasacraafames.blogspot.com
    Por uma sociedade diferente!

    Curtir

  3. “Sou ariano. E ariano não pede licença, entra, arromba a porta. Nunca tive medo de me mostrar. Você pode ficar escondido em casa, protegido pelas paredes. Mas você está vivo. Essa vida é para se mostrar. Só quem se mostra se encontra. Por mais que se perca no caminho.”

    SHOW!!!!!!!!

    Curtir

  4. Olá! Gostaria de tirar uma dúvida, se possível. Na frase “Sou ariano. E ariano não pede licença, (…) Por mais que se perca no caminho.”

    Qual contexto? É uma declaração em entrevista, fala do filme, trecho de música?

    Perdoe a ignorância! E obrigado pela atenção. 🙂

    Curtir

    • Oi Felipe!

      As citações fazem sim parte do contexto, mas do meu texto. Eu quis dar uma sequência a vida dele focada no filme. Algumas são, estão no filme, outras eu peguei pela net. Como já faz um tempo que assisti não lembro agora se essa citação em questão é do filme ou da net.

      Repetindo: foi para ilustrar a personalidade dele, e meio que explicando as atitudes dele perante a vida. Quase que num resumo de como ele viveu a vida. Mas dentro do meu ponto de vista.

      Espero ter elucidado sua dúvida. Se não, é só perguntar.

      Abraços,

      Curtir

  5. Pingback: É a Sexta-Feira 13 Trazendo o Rock in Rio! | Diário de Bordo de uma Cadeirante

  6. Republicou isso em Cinema é a minha praia!e comentado:

    CAZUZA faria hoje 58 anos! O poeta se foi, mas sua obra ficou…
    Aplausos!

    “Quando a gente conversa, Contando casos, besteiras. Tanta coisa em comum. Deixando escapar segredos. E eu não sei que hora dizer, Me dá um medo, que medo. É que eu preciso dizer que eu te amo, Te ganhar ou perder sem engano. É, eu preciso dizer que eu te amo, Tanto.“

    Curtir

Seu comentário é importante para nós! Participe! Ele nos inspiram, também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s