Ratatouille (2007)

ratatouilleNão sei cozinhar. Nem ovo frito. Mas sei comer. Comer bem. De tudo. E sei também apreciar a comida do rei e a do campesino. E concluo que ambas são feitas do mesmo tempero: o amor e a devoção. Comer é um dos mais básicos instintos. Deve ser respeitado. Um rato rouba, rói, range os dentes, mas tem um coração. Remy é assim. Um roedor que sonha com os aromas e com a boa mesa. Mora no interior, cercado por uma família honesta, mas obtusa. E vê na TV um grande chefe dizer que qualquer um pode cozinhar. E daí em diante começa a experimentar receitas e ervas. Abra os pimentões em dois retire as sementes e a parte branca e depois corte em tiras… Pique as beringelas e as abobrinhas em rodelas de não mais do que 1 centímetro de espessura, sem pelar.

Depois de uma caçada inclemente, ele chega são e salvo em Paris. A primeira noite em Paris é sempre insone. Cidade de luzes. O filme mostra em uma cena somente todos os arquétipos do francês: a bicicleta, o rádio, a cozinha e o vinho. Fora as Romisetas, os baguetes, os bigodinhos, os chapéus… São tantas e sutis as referências que quase arrisco a dizer que devo assistir novamente. Dentro do restaurante, o templo adorado do chefe Gusteau – reparem bem nos nomes de cada personagem, que lhes confere uma singularidade física ou intelectual- ele se depara com um desastrado ajudante de limpeza estragando uma sopa. Ele – o rato- não resiste e age. Descasque os tomates e pique em quartos, e tire suas sementes, raspando. Descasque as cebolas e faça fatias bem finas, descasque os dentes de alho e pique bem.

Seu prato feito na hora, com criatividade e carinho, assim como toda paixão deve ser, é aprovado de maneira inconteste. É descoberto pelo chefe, um sujeito baixinho, o Skinner (em homenagem a um estudioso de ratos) que é a inveja e afetação em pessoa. E capturado pelo Linguini, o serviçal da limpeza. Mas esse não consegue matá-lo. Forma-se então uma associação curiosa. O humano trapalhão e o animal talentoso. O bicho guia o homem. Pelos cabelos. Faça retornar com 6 colheradas de sopa de óleo de oliva as beringelas dentro de uma caçarola de ferro (eu prefiro de cobre, igual ao filme…) . Ajunte a ela os pimentões e deixe-os desfazerem-se uns minutos.

O sucesso vem aos atropelos. Junto com ele a rivalidade, os repórteres, a pressão dos familiares e tudo mais que atinge alguém que faz algo diferente e bom. Quando não se é ninguém, não incomoda nada. E até uma cisão ocorre entre a tão boa dupla. Além do amor atingir em cheio o marionete culinário, Linguini. Junte finalmente as abobrinhas e o alho junto com o bouquet garni. Sal e pimenta a gosto.

Momento de decisão. Quem é você? O que deseja? Vai recomeçar toda uma vida? Enfrentará as hordas de censura? E o grande crítico de culinária, será ela a sua própria consciência? Algumas coisas demoram e outras não. O segredo é saber exatamente o exato instante. Geralmente a escolha já foi feita à tempos. Cozinhe sobre fogo brando, durante 30 minutos. Regue um pouco com o resto do óleo. Prolongue a cocção por alguns minutinhos.

O final é muito lindo e poético. A fala do crítico é uma coisa à parte, de tão coerente e sincera. Não deixando de lado o humor e muito menos o amor. A cozinha se soma ao encanto e deixa um aroma de paixão embevecido à todos que assistiram o filme. Retire o bouquet garni* e o excesso de óleo, se necessário. Arrume tudo de maneira artística em um prato quente e sirva imediatamente.

O que há de bom: a vida de um cozinheiro e a mensagem subliminar de que as pessoas especiais assim o são independentes de como os outros as vêem
O que há de ruim: o filme foi feito em inglês e não em francês; ainda bem que a dublagem para o português está excelente
O que prestar atenção: a motinha da Colette é da marca Calahan, que desconheço, deve ser uma homenagem à diretora de fotografia do filme, a Sharon…
A cena do filme: quando os alimentos são combinados, a arte harmonização, principalmente pratos e vinhos é como o namoro, renovada a cada dia…

Cotação: filme excelente (@@@@@)

Dedico essa resenha aos três melhores cozinheiros que conheci: minha mãe, meu irmão e Renata.

Já você, mulher; pode deixar que passaremos nossa lua-de-mel em Paris…

Obs: o bouquet garni* é feito assim: coloque 10 ramos de salsinha, 8 grãos de pimenta-do-reino, 1/2 colher (chá) de tomilho, 1/2 colher (chá) de erva-doce e 1 folha de louro sobre um pedaço de pano fino e amarre, formando um saquinho ou trouxinha. (o pano fino deve ser de algodão tipo fralda ou amorim).

ratatouille-dishRatatouille

Ingredients:
Pour 6 personnes
Préparation : 40 mn.
Cuisson : 50 mn à 1 h.

500 g de poivrons verts
500 g d’aubergines
500 g de courgettes
750 g de tomates
500 g d’oignons
5 gousses d’ail
8 cuillerées à soupe d’huile d’olive
1 bouquet garni
sel fin, poivre blanc du moulin

Préparation :

0uvrez les poivrons en deux, retirez-en les graines et la partie blanche, puis taillez-les en lanières. Coupez les aubergines et les courgettes en rondelles d’environ 1 cm d’épaisseur (sans les peler).
Pelez les tomates, coupez-les en quartiers et épépinez-les. Pelez les oignons et émincez-les finement. Pelez les gousses d’ail et hachez-les.
Faites revenir les aubergines dans 6 cuillerées à soupe d’huile d’olive, dans une cocotte. Ajoutez-y les poivrons et laissez-les fondre quelques minutes.
Ajoutez ensuite les tomates et les oignons. Laissez cuire quelques minutes. Ajoutez enfin les courgettes et l’ail, avec le bouquet garni. Salez et poivrez.
Faites cuire, sur feu doux, pendant 30 minutes. Arrosez avec le reste d’huile. Prolongez la cuisson pendant quelques minutes.
Retirez le bouquet garni et l’excès d’huile, si nécessaire. Dressez la préparation dans un plat chaud. Servez aussitôt.

Por: COBRA.

 

 

 

Anúncios

6 comentários em “Ratatouille (2007)

  1. o filme eh sem grassa !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!………………………….

    Curtir

  2. Eu preferiria que as ANIMAÇOES da PIXAR FOSSEM EM 2D (Toy Story, Vida de Inseto, Toy Story 2, Monstros S.A., Os Incríveis, Carros e UP) E EM 3D (Ratatouille e Wall-E)

    BEIJINHOS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Curtir

  3. Oscar de Melhor Filme de Animação:

    2002:
    “Shrek” – A Melhor Animação!!!!
    “Jimmy Neutron: O Menino Gênio” – Lindíssimo!!!!
    “Monstros S.A.” – Incrível!!!!

    2003:
    “A Viagem de Chihiro” – Engraçadíssimo e Inteligente!!!!
    “A Era do Gelo” – Muito Bom, A Melhor Animação do Ano!!!!!
    “Lilo e Stitch” – O Melhor Filme!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    “Planeta do Tesouro” – Concorreu Ao Oscar!!!!!!!!!

    2004:
    “Procurando Nemo” – O Campeão!!!!!!!!
    “Irmão Urso” – É Emocionante!!!!!!!!
    “As Bicicletas de Belleville” – Concorreu Como Melhor Filme de Animação!!!!!!!!

    2005:
    “Os Incríveis” – A Mulher-Elástica é Sensacional!!!!!!!!
    “Bob Esponja: O Filme” – Adoro O Rei Netuno!!!!
    “Shrek 2” – Valeu O Ingresso!!!!
    “O Espanta Tubarões” – Tão Legal!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    2006:
    “Wallace e Gromit: A Batalha dos Vegetais” – Muito Bom!!!
    “O Castelo Animado” – Esse é O Melhor!!!!!!!!
    “A Noiva-Cadáver” – O Melhor!!!!!!!!!
    “Madagascar” – Não Poderia Faltar!!!!!!!
    “Robôs” – Muito Bom!!!!!!!
    “O Galinho Chicken Little” – Também Não Poderia Faltar!!!!!!!

    2007:
    “Happy Feet: O Pingüim” – O Campeão!!!!!!!!!!!!
    “Carros” – Concorreu!!!!!!!!!!
    “A Casa Monstro” – Destaque Para A Não Aparição do Bocudo, Devido Ao Tempo E-S-T-O-U-R-A-D-O!!!!!!!!!!!!
    “Por Água Abaixo” – Entrada do Filme na Cerimônia de Entrega do Oscar 2007 na Categoria de “Melhor Filme de Animação”, Sem O “Rupert” Devido Ao Tempo E-S-T-O-U-R-A-D-O!!!!!!!!!!!!
    “O Bicho Vai Pegar” – Tampando Cervo!!!!!!!!!!!!!

    2008:
    “Ratatouille” – Campeão!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    “Persepólis” – O Melhor!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    “Ta Dando Onda” – Muito Bom!!!!!!!!!!!!!!!!!
    “Shrek Terceiro” – Shrek é S E N S A C I O N A L!!!!!!!!!!!!

    2009:
    “Wall-E” – Mais Um Campeão!!!!!!!!!!
    “Kung Fu Panda” – Ótimo!!!!!
    “Bolt: Supercão” – Bom!!!!!!!!!!
    “Madagascar 2” – Melhor q o 1! Fui!

    2010:
    “UP” – Ótimo!!!!!!!!!!!
    “Era do Gelo 3″ – Bom.
    ‘Coraline” – Legal.
    “O Fantástico Sr. Raposo” – Razoávelmente Engraçado!!!!!!!!
    “Princesa e Sapo” – O Melhor!!!!!!!!!!!!!!!!

    Retirei o “Spirit” pq foi indiscutivelmente chato, sem graça. Com piadas forçadas e sem nexo. Parece q o filme foi fraco e previsivel, foi uma completa DECEPÇÃO usarem os filmes repetitivos no filme deles!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! A direção ficou sem graça. O conteúdo é fraco sem contar que fora do contexto interessante e final sem NENHUMA surpresa. Uma droga!!!!!!!!! Os cavalos são legalzinhos, mas o resto do filme na minha opinião é Horrível, muuuuuuuuuuuuuuuuuuuito forçado e o conteúdo é muito fraco………………..

    ABRAÇÃO !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Curtir

Seu comentário é importante para nós! Participe! Ele nos inspiram, também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s