Faça o Que Eu Digo, Não Faça o Que Eu Faço (Role Models. 2008)

faca-o-que-eu-digo-nao-faca-o-que-faco_posterComutação de Penas, educa? És favorável a penas alternativas? Um tempinho atrás cheguei a abrir um fórum no Orkut com esse tema. E foi o que me levou a assistir ‘Faça o Que Eu Digo, Não Faça o Que Eu Faço‘ (Role Models). Eu sou favorável a Penas alternativas. Ainda mais com o que sai na mídia de como é o regime carcerário. Não só no Brasil, mas em outros países também. Que dentro dessas cercanias o que há é punição, uma reeducação, não. Agora, o juiz tem que ter bom senso. Algo do tipo – doar cestas de alimentação para alguém que espancou outra pessoa -, não é uma punição adequada.

role-models_0LNo filme Danny (Paul Rudd) e Wheeler (Seann William Scott) têm suas sentenças alteradas. Em vez de irem para a cadeia, cumprir uma certa carga horária numa Instituição para crianças e adolescentes com problemas de disciplinar nas Escolas. Ou por não serem muitos sociáveis. Danny, o que provocou o acidente, é quase forçado a aceitar pela insistência de Wheeler. Esse acabou sentenciado porque estava junto no carro. Companheiros de trabalho – venda de um energético -, que para Danny era uma droga. Já para Wheeler, ajudava os jovens a não se drogarem. Possuem temperamentos opostos. Danny é um anti sociável. Nem sua namorada (Elizabeth Banks) o aguenta mais. O único que realmente o atura, é Wheeler. Talvez, por ser extrovertido.

role-models_02Quem dirige a Instituição é alguém que sentiu falta na infância de uma mão amiga. Como ex-drogada, conhece bem todas as manhãs. Assim, ficará atenta aos dois. Selecionando para ambos, dois, que outros não tiveram sucessos. São eles:
– Augie (Christopher Mintz-Plasse), um adolescente que vive mais dentro de mundo de fantasia;
– Ronnie (Bobb’e J. Thompson), um menininho preconceituoso, e muito desbocado.

A Instituição, por opção de Gayle (Jane Linch), dá chances as pessoas sem formação especializada. Os menores já passaram por especialistas, ou um que exercia tal função no colégio. Danny e Wheeler terão que aprender a lidar com eles. Mas querendo mais é concluir logo a carga horária da sentença. Os quatro irão viver situações que os colocarão em confronto também consigo próprios.

Bem, eu não sei se há um resultado favorável nessa comutação de penas. Refiro-me no mundo real. Mas de qualquer forma é sempre bom dar uma nova oportunidade para alguém que cometeu um delito. E o filme nos leva a ter mais uma ideia em como os órgãos competentes podem agir. Dai, vale a pena ver. Até porque o filme é bom. E a trilha sonora é ótima.

Uma curiosidade: o filme seria lançado nos cinemas brasileiros com o título ‘Modelos nada Corretos‘. Após ter a estreia cancelada, mudou de título para chegar direto em DVD.

Por: Valéria Miguez (LELLA)

Faça o Que Eu Digo, Não Faça o Que Eu Faço (Role Models). 2008. EUA. Direção: David Wain. Gênero: Comédia. Duração: 99 minutos.

Anúncios

Um comentário em “Faça o Que Eu Digo, Não Faça o Que Eu Faço (Role Models. 2008)

Seu comentário é importante para nós! Participe! Ele nos inspiram, também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s