A Vida Secreta das Abelhas (The Secret Life of Bees. 2008)

a-vida-secreta-das-abelhas_posterUma pessoa pode ter uma infância triste e mesmo assim chegar a ser muito feliz na maturidade… Da mesma forma pode nascer num berço de ouro e sentir-se enjaulada pelo resto da vida.” (Charles Chaplin)

Preparem a caixa de lenços pois lágrimas jorrarão em pelo menos dois grandes momentos em ‘A Vida Secreta das Abelhas‘. Nesse filme teremos um dos amadurecimentos de uma adolescente. Uma tomada de decisão ao completar 14 anos. Iremos acompanhá-la nessa trajetória. Mas essa abelhinha também irá polinizar outras vidas.

Ela é Lily (Dakota Fanning). No início ficamos sabendo do peso que até então carregava desde os 4 anos de idade. Mesmo sendo um spoiler não posso ficar sem comentar. Em tendo criança ter também armas de fogo em casa. Um dos textos é com o filme ‘Vermelho Como o Céu‘. Uma arma não serve apenas intimidar alguém, ela mata.

rosaleen_e_lilyMas que por não aguentar os maus tratos sofridos Lily aproveita do fato que terá que salvar a vida da sua babá, a Rosaleen (Jennifer Hudson), para então descobrir as suas raízes; o que houve de fato com a sua mãe. Rosaleen fora fazer sua documentação para poder votar, mas em seu caminho tinha brancos preconceituosos que não apenas a impediram, como a espancaram e a juraram de morte. Lily tendo apenas o nome do local onde sua mãe nasceu e um rótulo com uma Virgem Negra após livrar Rosaleen fogem ambas dali. No caminho conhecemos um pouco mais dessas duas jovens. Seus temperamentos. Seus anseios.

Um pouco de um fato real no período dessa história: 1964 – O Verão da Liberdade – Durante os meses de verão de 1964, férias escolares nos Estados Unidos, um grupo de mais de cem estudantes voluntários pelos direitos civis do norte do país, brancos e negros, dirigiram-se ao sul para iniciar uma campanha pelo direito de voto negro e para a formação de um partido pela liberdade do Mississipi.
Três deles acabaram assassinados pela Ku Klux Klan em conluio com autoridades policiais da cidade de Filadelfia, Missisipi e seus corpos, perfurados a tiros, encontrados após mais de um mês de diligências do FBI, enviado ao local pelo Presidente Lyndon Johnson para assumir as investigações. Acompanhado diariamente pela imprensa em rede nacional de televisão e pelos mais influentes jornais do país, a indignação que o caso provocou na opinião pública americana ajudou o Presidente Johnson a aprovar junto ao Congresso a Lei dos Direitos Civis, em 2 de julho de 1964.

E Lily e Rosaleen pedem abrigo na casa das Irmãs Bostwrigt: August (Queen Latifah), June (Alicia Keys) e May (Sophie Okonedo). Elas moram numa grande casa rosada. August é apicultora. June é música; toca cello. May tem um problema mental. Das três, só June não gosta de darem guarida a uma branca. São tempos agitados, onde muitos brancos não apoiam os Direitos Civis a todas as etnias. Mas August não apenas acolhe Lily, como ensina a sua arte a ela. Que é preciso ter amor para cuidar das abelhas.

Se o coraçãozinho de Lily sofre por outras situações… acaba passando também por outras emoções, como o do primeiro beijo. Mas a sociedade local não permite tal coisa: uma branca e um negro.

Nessa convivência muitas prisões serão abertas: as do corpo e da alma. Lily também terá que enfrentar mais um fantasma de seu passado, T. Ray (Paul Bettany). Há formas diferentes de aprisionar e de se libertar. Como há também diferentes formas de amar. O bom é quando podemos escolher por nós mesmo. Quando lutamos pelo nosso direito de sermos felizes!

Fica a sugestão. Um filme muito bom! E com certeza entrou para a minha lista de que vale a pena rever. Ah! A Trilha sonora é linda!

Por: Valéria Miguez (LELLA).

A Vida Secreta das Abelhas (The Secret Life of Bees). 2008. EUA. Direção: Gina Prince-Bythewood. +Elenco. Gênero: Aventura, Drama. Duração: 110 minutos. Baseado no livro homônimo de Sue Monk Kidd.

Anúncios

2 comentários em “A Vida Secreta das Abelhas (The Secret Life of Bees. 2008)

  1. Olá Lella

    Venho lhe convidar para participar da Blogagem Coletiva “Consumo Consciente”. Não podemos ficar inertes diante de tanta agressão ao nosso Planeta. Precisamos mudar os maus hábitos e propiciar um Planeta melhor para nossos filhos.
    Aguardo a sua participação.
    Link http://migre.me/4QqU Deixe sua confirmação nos comentários
    Abraços

    Curtido por 1 pessoa

  2. Pingback: Meu Verão na Provença (Avis de Mistral. 2014) | Cinema é a minha praia!

Seu comentário é importante para nós! Participe! Ele nos inspiram, também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s