Pulp Fiction (Tempos de Violência. 1994)

Pulp-Fiction-8

Do cultuadíssimo Quentin Tarantino.
?
Quando o filme chegou no Brasil, apesar de extremamente violento, foi quase a apoteose do carnaval. Que a cena Jules Winnfrield (Samuel L. Jackson) pregando um versículo do Ezequiel para depois metralhar os devedores era muito louca, que a cena da dança no baile era fantastica, enfim um monte de coisas.

Na medida em que fui ouvindo comentários do filme, fiquei “horrorizada” a cada cena de violencia q alguem me contava. Nao iria assisiti – lo. Mas como ganhei de presente, assisti nesse final de semana – e quase ronquei no filme de tão chato e tedioso que ele é.

Com todo respeito a este blog, aos leitores do blog e aos milhares de fãns do Quentin Tarantino e do filme.

Quentin Tarantino fez esse filme porque conseguiu 3 coisas: reuniu um grupo de atores excelentes, conseguiu montar roteiro usando 100% cliches de toda espécie que nada faz sentido com nada, e por fim desaba merchandising de todo tipo de fast food entre outras marcas que nao lembro agora.

Porem Quentin Tarantino tem o mérito nota 10 por ter feito de Jonh Travolta a fenix de Hollywood. Travolta tentou inumeros papeis no cinema desde ” Os embalados de sabado a noite” sem grande sucesso, alem do tempo que modificou o físico, onde deixou de ter um corpo de bailarino para ser mais massudo. Muitas fãs devem ter se assustado ao reve – lo. Mas com o tempo o sex appel voltou a arrasar.

Vincent Vega (John Travolta) e Jules Winnfield (Samuel L. Jackson) são dois assassinos profissionais que vivem de cobrar divida de viciados e outras dividas. Diz ai a sociologia, psicologia ou sei la mais o que, que todos nós, apesar de sermos estranhos uns aos outros, estamos ligados de forma direta ou indireta. Neste filme , apesar de estorinhas diferentes dos personagens, as drogas os une de alguma forma atraves de Vincent e Jules.

A bela Mila Wallace (Uma Thurman) passa 100% do filme cheradíssima. Realmente a sequencia da overdose em q ela se enfia e quase morre ate a histeria de Vincent em recussita – la é uma coisa de louco – afinal ela é a mulher do chefe e ele ficou encarregado de cuidar dela na ausendia dele.
Bruce Wills, no sempre papel vigoroso, é um lutador de box. Creio que inventaram um papel para ser mais um nome de peso no elenco do filme.

Pulp Fiction foi considerado um dos mais importantes filmes americanos dos anos 90 e teve sete indicações ao Oscar (1994), vencendo na categoria de Melhor Roteiro Original. Ganhou também a Palma de Ouro no Festival de Cannes.

Francamente eu nao compraria o DVD do filme, mas o CD da Trilha Sonora é obrigatorio.

por Cris Barros

Direção: Quentin Tarantino
Elenco: Uma Thurman, Bruce Wills, Samuel Jackson, John Travolta, Rosanna Arquete, Eric Stoltz, Christopher Walken, Harvey Keitel, outros .

Genero: Policial, violento, apologia as drogas
Duração: 154 min, colorido, EUA

Sound track:
# “Pumpkin and Honey Bunny”
# “Royale with Cheese” (Quentin Tarantino) – 1:42
# “Jungle Boogie” (Ronald Bell and Kool & the Gang) – 3:05
# “Let’s Stay Together” (Al Green, Al Jackson, Jr. and Willie Mitchell) – 3:15
# “Bustin’ Surfboards” (Gerald, Jesse and Norman Sanders and Leonard Delaney) – 2:26
# “Lonesome Town” (Baker Knight) – 2:13
# “Son of a Preacher Man” (John Hurley and Ronnie Wilkins) – 2:25
# “Zed’s Dead, Baby” (dialogue)/”Bullwinkle Part II” (Quentin Tarantino/Dennis Rose and Ernest Furrow) – 2:39
# “Jackrabbit Slim’s Twist Contest” (dialogue)/”You Never Can Tell” (Quentin Tarantino/Chuck Berry) – 3:12
# “Girl, You’ll Be a Woman Soon” (Neil Diamond) – 3:09
# “If Love Is a Red Dress (Hang Me in Rags)” (Maria McKee) – 4:55
# “Bring Out the Gimp” (dialogue)/”Comanche” (Quentin Tarantino/The Revels) – 2:10
# “Flowers on the Wall” (Lewis C. Dewitt) – 2:23
# “Personality Goes a Long Way” (Quentin Tarantino) – 1:00
# “Surf Rider” (Bob Bogle, Nole Edwards, Don Wilson) – 3:18
# “Ezekiel 25:17” (Quentin Tarantino) – 0:51

Anúncios

5 comentários em “Pulp Fiction (Tempos de Violência. 1994)

  1. Chris,voce realmente nao entendeu todo o contexto e inteligencia que o filme traz.Nao possui argumentos precisos e coerentes que justifique tal opiniao.Espero que sua opiniao mude com o tempo,senao continuara sendo…*

    Com todo o carinho,Danilo!!!

    ——-
    *[Termos censurados pela Administração do Blog.]

    Curtir

    • Danilo,

      todos têm direito de gostar ou não de um filme. O que não é de bom tom, é alguém que gostou chamar alguém que não gostou assim como você fez aqui.

      Você mostraria inteligência mostrando o porque gostou desse filme.

      Pense nisso!

      Curtir

Seu comentário é importante para nós! Participe! Ele nos inspiram, também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s