Rita Cadillac – A Lady do Povo (2007)

O documentário de Toni Venturi sobre a mais famosa ex-dançarina da Discoteca do Chacrinha não é um primor de realização sobretudo no quesito montagem, mas é uma merecida homenagem a uma figura lutadora de assombrosa autenticidade.

Em tempos de pseudocelebridades que não resistem aos primeiros sinais de celulite, Rita Cadillac permanece há décadas na mídia sem falsos pudores admitindo uma breve fase de prostituição ao mesmo tempo que demonstra genuíno desconforto nas filmagens de uma produção pornográfica. Ao contrário de outros artistas que também fizeram carreira baseada no corpo, ela parece não ter problemas em declarar que gostaria de ser enterrada de bruços para ser lembrada pela volumosa anatomia que a tornou conhecida.

Há passagens hilariantes como suas apresentações em Serra Pelada e no presídio Carandiru e um recente e inusitado “casamento surpresa” que surpreendeu o próprio noivo. Os depoimentos dos cineastas com quem trabalhou, do primeiro namorado e da divertida travesti Rogéria ajudam a desvendar um pouco da personagem extravagante e da mulher simples de olhar triste chamada Rita, que prepara o feijão com arroz na cozinha modesta, compra pão no ambulante e escolhe os legumes na feira de cara limpa ansiando avidamente por uma tradicional vida em família.

Já a Cadillac esvoaça deslumbrante num carrão cor-de-rosa, deixa que os homens beijem as nádegas nos shows (Acreditem, com impressionante respeito e até alguma ingenuidade) e roda, roda e avisa um minuto para o comercial girando o indicador languidamente no popular programa de auditório que começou.

No fundo, depois de tantos anos, as duas já são a mesma pessoa: Um ser humano forte e verdadeiro, que como ela mesma canta na sua singela e paradoxal canção: ‘É bom para o moral’.

Carlos Henry

Rita Cadillac – A Lady do Povo (Rita Cadillac – A Lady do Povo). 2007. Brasil. Direção: Toni Venturi. Roteiro: Daniel Chaia. Elenco: Depoimentos de: Rita Cadillac, Rogéria, Drauzio Varella, Hector Babenco, Djalma Limonge Batista, Leleco Barbosa, Carlos César, Luís Andrade, Lourdinha, Marinho. Gênero: Documentário. Duração: 75 minutos. Classificação: 18 anos.

Anúncios

3 comentários em “Rita Cadillac – A Lady do Povo (2007)

  1. Não assisti o filme AINDA, mas acho que já é uma grande homenagem a esta figura, que tenho certeza merece todo o nosso carinho pela forma que sempre soube conduzir a sua carreira, principalmente no imaginário masculino!

    Curtir

Seu comentário é importante para nós! Participe! Ele nos inspiram, também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s