Enfim Viúva (Enfin veuve). 2007

Como a máxima popular bem diz: “Viúvo, é quem morre!” Mas também há uma boa parcela que acha que o cônjuge que ficou deve guardar luto para sempre. Ou, quando não o vêem como alguém pronto para ir para um asilo. Agora, o que essas pessoas achariam que aquele que não morreu, adorou essa viuvez para enfim ir viver com um novo amor?

Continuar uma relação após tantos anos, se faz necessário mais que criticar, seria em tentar entender porque um deles mantém um relacionamento extraconjugal. A questão nem é pelo fato de que em “Enfim, Viúva” a pulada de cerca foge do padrão comum, por vir da mulher, e não do homem. Para mim, o que vem primeiro é o fato de que se ambos se propõem a terem uma relação monogâmica, assim deveriam seguir. Ou então, separarem de vez.

A ainda não viúva, Anne-Marie (Michèle Laroque) parece que acordou para a vida, ao conhecer Léo (Jacques Gamblin). Ele tem um pequeno estaleiro. Gosta de viver à beira mar. Sua casa é sobre uma balsa ancorada. Já ela sonha em viver num chalé nas montanhas; e num local em especial. Anne mora numa bela mansão na praia, com o marido: um importante cirurgião plástico. Um cara meio enfadonho com a vida, e que acha que ela está precisando de uma plástica no rosto. Se ele acha que a mulher perdeu o poder de sedução, se enganou por completo.

Num dia em que demorou demais com Léo, onde planejavam que ela saísse de casa e viajasse com ele por uns dois anos na China, ao chegar em casa, Anne encontra o filho, a nora, o neto, a irmã e uns amigos do casal. Assustada, ao procurar saber o motivo de todos ali, precisa fazer força para não vibrar de alegria. Ficara viúva.

Mas o que parecia ser um convite a viver a vida como estava querendo, caiu foi num aprisionamento maior. Dai para frente enquanto tenta até não magoar os sentimentos do filho, de cá vamos acompanhando-a, ora rindo muito com ela, ora na torcida para que vá viver a vida como desejara.

Um filme que vale a pena ver e rever.

Por: Valéria Miguez (LELLA).

Enfim Viúva (Enfin veuve). 2007. França. Direção: Isabelle Mergault. Elenco: Michèle Laroque, Jacques Gamblin, Wladimir Yordanoff, Tom Morton, Valérie Mairesse, Claire Nadeau, Eva Darlan. Gênero: Comédia Dramática. Duração: 93 minutos.

Anúncios

2 comentários em “Enfim Viúva (Enfin veuve). 2007

Seu comentário é importante para nós! Participe! Ele nos inspiram, também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s