“O Homem Que Mudou o Jogo” (Moneyball, 2011)

Imagem

Adaptado do livro de Michael Lewis “Moneyball: The Art of Winning an Unfair Game”, por Steven Zaillian e Aaron Sorkin, o filme de Bennet Miller é sobre estatisticas no esporte, e a fidelidade  dos valores que você acredita.

O filme começa no final, em outubro de 2001, quando os Yankees, time de elite do compeonato norte americano baseball, bate o Oakland Athletics. O gerente geral do time perdedor Bill Beane (Brad Pitt) não apenas perdeu o jogo, mas também as estrelas do Athletics, que abandonaram o time porque seus salarios  eram super elevados em releção ao orcamento da franquia. Com ajuda de um jovem formado em economia Peter Brand (Jonah Hill), Beane se auxilia a nomes de jogadores que a equipe pode pagar. Oakland Athletics se ergue com jogadores machucados, e de qualidade tecnica inexpressivas, os quais tem suas posições no campo modificadas para assim corresponder a proposta de uma nova identidade do time, tendo o lema “adaptar-se ou morrer.”

Para quem é? 

Para aqueles que não entendem nada de baseball assim como eu!. “Moneyball” não é sobre o que acontece em campo, é sobre o que acontece fora do campo. Não é sobre uma tentativa de ganhar um campeonato, mas sobre como a garra, e a luta de se acreditar num objetivo, ultrapassando a ideia de que o dinheiro compra tudo, ou se pode ganhar tudo.

Atores: 

ImagemPhilip Saymor Hoffman está maravilho como o tecnico do Atlhetics – um papel relativamente pequeno. Jonah Hill se mostra ser um bom ator, porém “Moneyball” pertence a Brad Pitt. Sempre o achei um ator muito talentoso. Pitt tem uma atuação contida, sutil, e muito sensivel, capturando todas as frustrações de um homem para quem a vitória sempre foi evasiva.

ImagemUm filme bem dirigido, fotografado, e com um trabalho de edição muito interessante feita por Christopher Tellefsen, “Moneyball” não é o melhor filme do ano, mas é aquele filme que apresenta uma mensagem forte, onde fortalece a ideia que o coração de um jogador não está no objetivo de ganhar, mas de ser competitivo o suficiente para permanecer no jogo – não apenas para ganhar dinheiro, mas para a emoção da vitória, e nessa vida, todos nós somos jogadores.

Nota 8,0

Anúncios

3 comentários em ““O Homem Que Mudou o Jogo” (Moneyball, 2011)

  1. Concordo muito com a resenha do Rogério, apenas com uma ressalva. Para os que entendem de baseball: vão curtir o filme também. Não é o foco do filme, por exemplo, narrar um jogo completo, mas nos detalhes, nos recorder, os entendidos vão vibrar com os feitos realizados pelo time dos A’s. Filme para rever com os amigos. Pitt em excelente atuação. Nota 8.

    Curtir

  2. Alex,

    Acho que foquei bastante em mim quando disse q o filme seria para aqueles q nao entendem baseball! Como nao eh um esporte tao praticado no Brasil….entao…

    Gostei bastante do filme….e ate quero ve-lo agora que ja foi lancado em DVD por aqui!

    Valeu!!!

    Curtir

Seu comentário é importante para nós! Participe! Ele nos inspiram, também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s