GONZAGA – De Pai para Filho (2012)

por Mario Braga

Confesso que não sou um admirador do filme “Os 2 filhos de Francisco” feito pelo diretor Breno Silveira, pois pareceu uma obra encomendada. Confesso também que fui assistir “Gonzaga – De pai para Filho” e me surpreendi com a capacidade do diretor Breno possui de saber narrar uma estória sem se perder no meio do caminho, ter essa  narrativa linear.

A vida desse brasileiro Luiz Gonzaga (conhecido também como Gonzagão) é muito importante para nós todos que somos brasileiros e queremos conservar o que há de melhor na nossa cultura.  A película conta à saga desse nordestino criado na cidade de Exu, nos confins do sertão nordestino e toda a sua trajetória de: luta, discriminação por ser pobre, analfabeto, mas uma pessoa bastante determinada a se tornar um músico consagrado e um pioneiro em divulgar a música do Nordeste (o baião) pelo Brasil a fora. Quem não conhece “Asa Branca” como um hino da luta do povo nordestino?

O filme também conta o relacionamento conturbado com o seu filho Gonzaguinha, que viveu no morro de São Carlos e com o tempo se revelou um excelente compositor. O conflito entre ambos é latente. Apesar das interpretações excepcionais do ator Giancarlo di Tomazzio (como Gonzaguinha) e do ator que interpreta o Gonzagão, já mais velho. Não há como imaginar um nordestino arretado como Gonzagão abraçando o filho Gonzaguinha como se fosse um pedido de perdão. É algo inverossímil, talvez  haja ali mais uma composição poética que o diretor quis moldar do que realmente tenha acontecido tal fato. A produção é muita bem cuidada, apesar da falha da estação do bondinho no morro do Pão de Açúcar ser muito moderna para a época (pessoal de plantão, cadê a computação gráfica?). Mas nada disto subtrai o comprometimento do filme.

Você percebe o grande clímax do filme quando sai da ficção e na fusão do filme para um documentário nos momentos finais. Aflora toda a nossa emoção e é merecido todo o seu reconhecimento desse filme como uma obra-prima. Dá um baita orgulho de ser brasileiro e vestir a camisa verde e amarelo que só usamos no período da Copa do Mundo (infelizmente).

Gonzaga – De Pai para Filho (2012). Brasil. Diretor: Brano Silveira.
Gênero: Drama. Duração: 130 minutos. Classificação: 12 anos.
Elenco:
Adelio Lima … Luiz Gonzaga (70),
Chambinho do Acordeon … Luiz Gonzaga (25/50),
Land Vieira … Luiz Gonzaga (17/23),
Julio Andrade … Gonzaguinha (35/40),
Giancarlo di Tomazzio … Gonzaguinha (17/22),
Alison Santos … Gonzaguinha (10/12),
Nanda Costa … Odaleia,
Silvia Buarque … Dina
Luciano Quirino … Xavier
Claudio Jaborandy … Januario
Cyria Coentro … Santana
Olivia Araujo … Priscila
Domingos Montagner … Coronel Raimundo
Zezé Motta … Priscila (70)
João Miguel … Miguelzinho
Cecilia Dassi … Nazinha

Anúncios

Um comentário em “GONZAGA – De Pai para Filho (2012)

Seu comentário é importante para nós! Participe! Ele nos inspiram, também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s