Sagração à Primavera: Stravinsky e Béjart.

sagracao-da-primavera_stravinsky_bejartPor José Bautzer Fusca.

O lugar comum vê a primavera – a primeira verdade, o primeiro ver – como o momento da natureza idílica, florida e perfumada, quando o amor ronda o ar e os corações pulsam poéticos. Mas a coreografia de Maurice Béjart para a Sagração à Primavera de Igor Stravinsky nos devolve para a realidade áspera da música e olhar criterioso de um músico e de um coreógrafo geniais.

A primavera é rude, impiedosa e amoral, a ela basta exaltar os hormônios das marionetes vivas em disputa febril e não raro mortal pela reprodução. Não há ingenuidade nem visão idílica de pastos floridos e alegres. A vida, na música eloquente de Stravinsky pulsa o ardor da luta dos machos na disputa das fêmeas, e bandos de animais cavalgam, revoam e nadam em frenesi pela reprodução do melhor da espécie. É uma visão cruel. Bela, mas cruel, de uma natureza aparte de qualquer moral humana e apolínea. A ode é por um Dionísio febril.

Em comovente bailado o fraco se esvai, rasteja e morre atrás do bando em célere disparada. A fálica masculinidade, em eloquente representação plástica, corteja o útero receptivo das dançantes em coreografia circular, compondo uma flor ou um útero. A coreografia e a música são fortes e rudes, como a primavera em pulsante desejo selvagem pela vida e a amoral seleção dos mais aptos. Este balé, esta música são fortes e, repito, rudes. Não permitem a visão idealizada e romântica do lugar comum. É possível identificar com clareza a vida animal e seu drama primaveril de migração, vida e morte, na busca da reprodução.

Tive o imenso prazer de assistir este mesmo balé postado em vídeo, não apenas em sua apresentação no Teatro Municipal De São Paulo, décadas atrás, como também nos bastidores do ensaio, em um momento mágico e inesquecível, por um gesto de extrema simpatia para com este ardoroso fã que sou. Foi com emoção forte que encontrei o registro em filme dessa vigorosa coreografia que tenho o prazer de dividir com vocês, meus amigos.

Curiosidade: Poderão conhecer um pouco de Igor Stravinsky no filme “Coco Chanel & Igor Stravinsky“.

Anúncios

Um comentário em “Sagração à Primavera: Stravinsky e Béjart.

Seu comentário é importante para nós! Participe! Ele nos inspiram, também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s