Branca de Neve (Blancanieves .2012)

O famoso conto dos irmãos Grimm, Branca de Neves, já foi exaustivamente adaptado para o cinema, popularizada desde o clássico de Walt Disney que tratou de amenizar os traços adultos e fortes da trama.

Nesta fabulosa versão espanhola de Pablo Berger, o roteiro é a grande estrela. O filme é impregnado de beleza, suspense, humor e lirismo numa releitura de notável criatividade em cima da conhecida história.

A trama ambientada no universo das touradas e flamenco na Andaluzia de 1920 refere-se à famosa princesa Branca de Neve como uma personagem de contos de fadas, o que cria um tempero a mais na fantástica história de Carmen (Macarena Garcia), filha de um renomado toureiro que morre, deixando a menina aos cuidados da perversa e oportunista madrasta enfermeira Encarna (Maribel Verdú). Cansada dos maus-tratos, Carmen foge e encontra no caminho um grupo de anões toureiros que a incentivam a retomar o ofício do pai com seu talento nato. A teia de acontecimentos já familiares a todos assume caminhos surpreendentes à medida que tudo se desenrola culminando num desfecho tão emocionante quanto inesperado.

O elenco também é digno de nota, destacando as personagens principais já citadas e a composição de Sergio Dorado para o doce e apaixonado anão Rafita. Excelentes também a direção de arte e a trilha sonora recheada de cenários deslumbrantes e sons inesquecíveis.

A comparação com o filme “O Artista” de Michel Hazanavicius da mesma época é inevitável por conta da mesma estética cinematográfica adotada que nos remete ao cinema mudo com a belíssima fotografia em preto e branco na tela três por quatro.

A infeliz analogia com “O Artista” desfavorece a obra no que tange à originalidade, mas não tira nem um pouco do seu brilho e valor.

Carlos Henry

Anúncios

2 comentários em “Branca de Neve (Blancanieves .2012)

  1. O seu texto é muito bom quanto aos comentários sobre a atuação e a estética do filme, que são inquestionáveis quanto à profundidade e beleza. Mas, acho que vimos filmes diferentes #SPOILER, pois Carmencita não foge da madrasta. Ela é encontrada pelos anões, após o motorista de Encarna tentar assassiná-la.

    Curtir

Seu comentário é importante para nós! Participe! Ele nos inspiram, também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s