Praia do Futuro (2014). Cenas que beiram o constrangimento.

praia-do-futuro_2013_cartazKarim Aïnouz escorregou feio no novo longa-metragem que tem como título a famosa praia de Fortaleza. O diretor já havia feito bons trabalhos como “Madame Satã”, “O Céu de Suely” e “O Abismo Prateado”, mas enfrentou dessa vez o desafio de um roteiro fraco, pobre, fragmentado, desnorteado, cheio de buracos e pretensioso, que somente um árduo trabalho de equipe poderia salvar. Não é o caso: Dá pena ver atores do quilate de Wagner Moura e Jesuíta Barbosa se esforçando em vão para dar alguma dignidade aos seus papéis em cenas que beiram o constrangimento.

praia-do-futuro_2013_diretor-e-elencoA estória gira em torno de um salva-vidas que larga sua vida do nordeste do Brasil para viver um relacionamento com um alemão em Berlim. A homossexualidade dos personagens flui naturalmente (inclusive com algumas raras e boas cenas de sexo), sem grandes conflitos ou profundidade em sequências mal editadas que oscilam abruptamente entre as duas cidades. Em contrapartida aos vários cortes rápidos que desorientam a plateia, há muitas cenas prolongadas em excesso a ponto de se tornarem chatas, inclusive com o mau uso de boa música, talvez com a intenção lograda de criar um estilo ou atmosfera especial ao projeto. O som direto sofrível agrava o trabalho do espectador em acompanhar à trama fraturada e rasa como um pires. Talvez fosse preciso inserir legendas às falas do menino Savio Ygor Ramos e do alemão Clemens Schick.

Infelizmente, a ousadia e a coragem de Wagner Moura em seu envolvimento num filme cujo tema ainda é cercado de preconceitos acabam se diluindo num trabalho sem força, sem alma, sem cinema, sem quase nada.
Por: Carlos Henry.

Anúncios

Um comentário em “Praia do Futuro (2014). Cenas que beiram o constrangimento.

  1. Tuas ideias são pobres, assim como o alcance da tua sensibilidade. A exemplo das cenas longas que vc nomeia como chatas, nada mais são que uma forma de o expectador refletir e atribuir significado à solidão e a outros sentimentos… ao contrário do que falas sobre os dois atores tentando dar maior força aos papeis que lhes competem, revisasse vc que eles não seguem aquela imagem posta pela TV Globo sobre os dois em atuação, eles não são obrigados a seguir os contornos da televisão no cinema… nem vou deslanchar mais, porque o único que derrapou na curva sobre o filme foi vc. Aprimora tua capacidade de criticar, pq não foi dessa vez!

    Curtir

Seu comentário é importante para nós! Participe! Ele nos inspiram, também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s