BERNARDES (2013)

Sergio-Bernades_documentarioNum momento de caos urbano na cidade do Rio de Janeiro, a lembrança da obra e projetos do arquiteto Sergio Bernardes soa providencial. Com a memória resgatada por parentes próximos e estudiosos, a imagem injustamente esquecida do profissional se materializa com ares de gênio bom vivant com ideias tão quiméricas quanto oportunas como bairros verticais, um porto canal ligando as baías, além de uma intrincada ligação do Brasil através dos rios. Ele acreditava que o Rio do futuro tinha posição estratégica global em todos os sentidos, mas infelizmente, seus delírios não saíram do papel.

Seu temperamento inquieto e inconsequente o impulsionava a seguir em frente, sem medir os estragos, como quando abandona a esposa no dia de aniversário de casamento de 25 anos para uma viagem repentina, ou no momento em que fecha as portas do estúdio de trabalho por conta dos excessos em planos sem conclusão.

Sergio-Bernades_documentario_02Em início de carreira nos anos 50, foi rico e famoso como seus contemporâneos Oscar Niemeyer e Lucio Costa, mas caiu no esquecimento a partir de suas ligações com o regime militar. Seu legado inclui obras como o pavilhão de São Cristóvão, O Hotel Tambaú em João Pessoa e a premiada casa da urbanista Lota Macedo, um primor de arquitetura integrada à natureza em Petrópolis.

Apesar de Thiago Bernardes, neto de Sergio, notoriamente não ser a pessoa mais adequada para conduzir as entrevistas, a sua devoção à figura do avô confere um tom respeitoso ao documentário disfarçando qualquer eventual deslize. Nada que tire o brilho, humor (as expressões e reações incrédulas dos alunos e ouvintes do arquiteto são impagáveis.) e sarcasmo sempre presentes que se encaixam com perfeição à personalidade espirituosa, imprevisível e divertida do homenageado. Neste caminho, a decisão da direção de Paulo de Barros e Gustavo Gama Rodrigues em incluir o fabuloso caso do ladrão que invade a residência de Bernardes em alguma época, contada por diferentes ângulos, não poderia ser mais feliz para compor um desfecho perfeito num filme sobre alguém cujo trabalho merecia ser revisitado.

Carlos Henry

Anúncios

Seu comentário é importante para nós! Participe! Ele nos inspiram, também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s