Uma Noite em 67 (2010). E por que não?

O Canal Curta irá passar esse Documentário, “Uma Noite em 67”, hoje às 22 horas. Para quem ainda não assistiu, no qual me incluo, fica a dica!

Cinema é a minha praia!


Por: Roberto Vonnegut.
Há quarenta e tantos anos boa parte da população brasileira deixou de lado a dureza de viver na ditadura e se encantou pela estória de um rapaz que, oprimido por uma namorada que só pensava em casar, saiu pelas ruas pensando na vida e acabou descobrindo a alegria na liberdade. Transmitida ao vivo pela televisão, a estória foi contada por um narrador que com seu sorriso sedutor arrancou aplausos de uma plateia que no início não parecia disposta a um assunto tão frívolo para aquela época de passeatas e discussões politizadas.

Esta cena é um dos pontos altos do documentário Uma Noite em 67 que chegou aos cinemas: Caetano Veloso trouxe um conjunto argentino (Beat Boys) com guitarras elétricas a um festival de música popular brasileira- quase um sacrilégio na época. Tinha tudo para dar errado. Mas ao contar do rapaz com uma namorada monotônica (“se…

Ver o post original 795 mais palavras

Anúncios

Contratadas Para Matar (Les Femmes De L’ombre. 2008)

Sugestão de Filme: “Contradas para Matar“, de 2008, pela data de ontem, 6 de Junho, que nos leva a uma das páginas da História, mas precisamente ao “Dia D” na 2ª Grande Guerra, onde um grupo de mulheres deram muito mais que garra na defesa da Paz! E como escrevi no final a essas heroínas, meus aplausos!

Cinema é a minha praia!

contratadas-para-matar_posterO filme é muito bom! Válido até como uma aula de História em mostrar a Resistência Francesa frente aos alemães. Mas sem sombra de dúvida ‘Contratadas para Matar‘ dá a nós um belo presente: o de que também as mulheres contribuíram e muito com o término da 2ª Grande Guerra.

Além disso o filme foca a tortura. Até onde vai o limite de cada um. Como também na decisão do que fará ao se vê que não resistiu, em pensar que fracassou. Até com os seus próprios princípios. Como também em até onde sua vida militar interpõe em sua vida particular. Qual é o sentimento na hora decisiva? No dia ‘D’ de cada um deles. E aqui o filme mostra para os dois lados dessa guerra. Pois nas mãos deles todo um futuro estava em jogo.

Como em todas as guerras para que haja sucesso numa…

Ver o post original 540 mais palavras

Dois Dias, Uma Noite (Deux Jours, Une Nuit. 2014)

“Dois Dias, Uma Noite”.
Como sugestão pela Data de hoje, 1º de Maio, Dia do Trabalho…
O Filme traz como pano de fundo a invasão dos produtos chineses e numa Bélgica proletariada.. Produtos esses que chegam com preços muito baixos, levando a uma crise as indústrias locais. Assim, veem como saída corte de pessoal…

Cinema é a minha praia!

dois-dias-uma-noite_2014Quando o filme começa parece estar diante de um remanescente da Geração Prozac… Para em seguida ter a constatação de que é alguém recém saído de uma crise de depressão que a levara a se licenciar do emprego. Onde só não se desmoronou de todo por conta da própria família: de um marido que segurara a barra até ali. Incansável, se dividindo também em ser pai e mãe de um casal de filhos menores de idade. Crianças que até poderiam entender a gravidade da situação, mas no fundo sentiam por essa “ausência” presença da mãe. De qualquer forma o filme nos leva a caminhar com cuidado num final de semana de alguém que acha ter saído dessa crise e que tenta ter o emprego de volta. É que pelo médico até recebera alta das medicações, mas para ela parecia que ainda não tinha chegada a hora: ainda se fiava neles.

Ver o post original 632 mais palavras

Crash – No Limite (2004). Você acha que se conhece?

“Crash – No Limite”, um filme que vale muito ver e rever! Até por nos levar a reavaliar nossas posturas… Algo salutar de se fazer de vez em quando: eliminar “bagagens” inúteis… O Brasil atual está necessitando conhecer essa história! Não deveríamos estar “divididos”… Até fazendo uso das palavras do autor “o filme fala sobre relacionamentos e a teia de relações que existe entre pessoas”. Pois é! Somos todos uma grande aldeia global, onde “1%” quer continuar fazendo dos demais sua massa de manobra.
Assistam e façam as suas considerações!
Recomendadíssimo!
Valéria Miguez.

Cinema é a minha praia!

Por: Eliude A. Santos.
Recentemente ganhei o DVD do filme Crash – No Limite. Esse filme se encaixa numa categoria especial para mim. Eu fui ver Crash no cinema sem grandes expectativas e o filme me surpreendeu… Fiquei impressionado com as histórias e os dilemas dos personagens e com a sensibilidade com que foram abordadas… Fiquei impressionado com o talento de Paul Haggis, roteirista e diretor, em encaixar temas tão nobres num roteiro tão bem amarrado: uma dona de casa e seu marido procurador de Justiça, uma família Persa dona de uma loja, dois detetives, um diretor de televisão e sua mulher, um chaveiro, dois ladrões de automóveis, dois policiais e um casal coreano, todos vivem em Los Angeles e durante um dia e meio entram em colisão uns com os outros das maneiras mais surpreendentes e reais.

O modo sensível como são contadas essas colisões pessoais já…

Ver o post original 429 mais palavras

Cazuza – O Tempo Não Para (2004)

CAZUZA faria hoje 58 anos! O poeta se foi, mas sua obra ficou…
Aplausos!

Quando a gente conversa, Contando casos, besteiras. Tanta coisa em comum. Deixando escapar segredos. E eu não sei que hora dizer, Me dá um medo, que medo. É que eu preciso dizer que eu te amo, Te ganhar ou perder sem engano. É, eu preciso dizer que eu te amo, Tanto.“

Cinema é a minha praia!

cazuza-o-tempo-nao-para_poster1

Sou ariano. E ariano não pede licença, entra, arromba a porta. Nunca tive medo de me mostrar. Você pode ficar escondido em casa, protegido pelas paredes. Mas você está vivo. Essa vida é para se mostrar. Só quem se mostra se encontra. Por mais que se perca no caminho.”

Mesmo não sendo mais a primeira vez, ao rever ‘‘Cazuza – O Tempo Não Para‘, as lágrimas desceram em alguns trechos… marieta-severo_como-lucinha-araujoPrimeiro, foram juntas com a mãe dele, ali naquele corredor de um hospital. Lucinha Araújo muito bem interpretada por Marieta Severo. Numa época que a Aids matava, a esperança no coração de uma mãe, era o mesmo que clamar por um milagre. Até que ele veio. Num novo remédio. Numa nova droga, lícita. Que deu ao seu filho um tempinho a mais até para uma despedida no, e ao palco… Depois as lágrimas desceram naquele abraço…

Ver o post original 757 mais palavras

Bagdad Café (Bagdad Cafe. 1987). Um Deserto ou um Oásis?

BAGDAD CAFÉ“!
Com muitos Filmes já analisados por aqui, e com muito mais seguidores… De vez em quando darei um up em algum deles… Assim, começando com esse que traz duas personagens femininas bem marcantes. “Bagdad Café” é quando o destino das duas se cruzam. Numa história memorável até para quem assistir!

Cinema é a minha praia!

Bagdad café

No meio de um deserto, miragem ou um oásis?

Por vezes nos encontramos num deserto. Quer seja de palavras, de atitudes… Ali, meio que sem saber qual a direção certa prosseguir. A nos guiar apenas uma luz… Mas eis que chega num ponto onde a vontade maior é se desfazer do “mapa” e seguir em frente meio que sem lenço, sem documento… Provocar mesmo uma mudança. Agora, se será em direção a uma miragem ou a um oásis só o tempo dirá. O importante mesmo é que permaneça a luz interior. A vontade de continuar viva. Isso, não pode apagar.

O Filme Bagdad Café aborda essa sensação de deserto interior. No limite de abandonar a mesmice mesmo sem um planejamento. E onde a mudança vem sob um sol abrasador…

Quem já leu outros comentários meus viram que destaco de ter muitos mais filmes mostrando o universo masculino. Bagdad Café

Ver o post original 485 mais palavras